Namorar em 2018

Eu,Leitora Eu, leitor: “Entrei de cabeça num amor não correspondido” Ao contrário do que diz o senso comum, homens jovens, bonitos, sensíveis e bem-sucedidos também tomam rasteiras no amor. · Updated on 22 de dez de 2018. Posted on 12 de dez de 2018. Este teste com comidas revelará se você vai namorar em 2019, 2020, 2021 ou 2022. Faça suas escolhas e dê tempo ao tempo. Entre casamentos e nascimentos de bebês, muitos famosos assumiram o namoro em 2018. ++ Relembre as famosas que se casaram com vestidos de noiva coloridos Apaixonados, os famosos que assumiram o namoro em 2018 curtiram o ano com muito romance. Em vez de se comprometer com o amor, para Jackson vai ser tudo sobre GOT7 em 2018! Eu definitivamente não vou namorar em 2018. Eu vou fazer mais com o GOT7 este ano. 6 mulheres falam sobre como é namorar homens bem mais velhos. ... Brittany Wong. 09/17/2018 07:30pm -03 Updated maio 12, 2020 ... o autor leu um ensaio que ela escreveu e, em seguida, estendeu ... Novo casal alerta 23 celebridades que começaram a namorar em 2018 (não esperávamos) Há uma razão para tantas revistas, sites e outras formas de mídia cobrirem celebridades e suas vidas - somos infinitamente fascinados pelos ricos e famosos. Nada será superficial ou 'brincadeira' para o capricorniano em 2018. Assim que entrar o ano, uma nova fase começa, onde tudo vai ficar mais sério - incluindo relacionamentos. Se as mulheres levarem a série o ponto 4, boa parte delas não irá namorar ninguém. Não só em 2018, mas pra sempre. kkk . JUGULADOR Mil pontos, LOL! Mensagens 51.117 Reações 37.776 Pontos 1.129. 11 Dezembro 2017 #22 Sergio Guizé publicou uma foto ao lado de Bianca Bin em meio a rumores de crise na relação. Os atores começaram a namorar durante as gravações de 'O Outro Lado do Paraíso', em 2018. Veja! O que 2018 reserva para sua vida amorosa? ... ou namorar até 2019. O que 2018 reserva para sua vida amorosa? ... Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies. ...

Preciso de ajuda! Se alguém puder dar uma luz! Serio mesmo

2020.09.23 01:05 Enscie Preciso de ajuda! Se alguém puder dar uma luz! Serio mesmo

Sou homem tenho 24 anos e cheguei no meu ápice... Chorei sim, gritei, perdi o controle... entrei em crise e até dei um soco na minha cabeça num momento de descontrole... (Me Arrependo)...
Comecei a trabalhar ontem... onde minha ex trabalha as primeiras horas foi só sofrimento... minha mente querendo ver ela, saber dela, se cruzar com ela... Depois ao ver algumas pessoas novas, bem de vida sabe! E eu não, sofri ao ver a moça falando vou chamar o "TI", Até novembro de 2019 eu era o "TI" numa Instituto federal do estado, Estagiário, mas era o "TI" e curtia ser o cara da solução, deu problema e eu sou o socorro, isso me da satisfação! Mas larguei meu super estagio que meus supervisor queria até fazer por mais um ano o contrato... devia ter ficado... Mas pq namorava e ganhava pouco eu queria fazer uma super comemoração para nos... Num parque aquático ou uma viagem de dois dias... Ou algo super maneiro, mas no fim, mesmo mudando de emprego e sofrendo muito no novo... não rolou nada pois ela desanimou de fazer qualquer coisa.... E fomos aqui mesmo na cidade! Isso me machucou... Não que não foi legal, mas pq não rolou.... Tenho a a sensação que ela nunca me amou, só me queria por perto pq fazia bem... Enfim... Terminamos em janeiro e ainda sofro por ela... Sinto uma dor no coração, uma falta... um pedaço... algo precisa ser preenchido... mas não só isso... Um pensamento constante nela... Fui até na igreja atrás de Deus pra ele restaurar a relação... Fiz isso durante a pandemia em uma que permaneceu aberta com todos os cuidados e tal... Dava umas 5 pessoas, pois eles tem a radio então dava pra o povo acompanhar.... Mas eu queria estar lá, foi bom sim, mas foi mal também... Pois cada mensagem de vai dar certo, vai ser restaurado eu associava a ela e acreditava que ia ter ela de volta... Cada vez mais e mais, até que comecei a ficar ouvindo mensagem o dia todo, buscando um nível em Deus q eu vejo que criei para alcançar o que queria.... Deus existe, mas parece que ele estava o tempo todo tentando me dizer que tem o melhor pra mim e só precisava eu parar e dar ouvidos ao bem que ele estava oferecendo... mas eu foquei nela, ela era o que eu queria e cada mensagem eu buscava achar algo que encaixava pro que eu buscava...
QUE FIQUE CLARO, DEUS É REAL E NOS AJUDA, MAS EU POR TER INDO EM UM LUGAR MAIS CONSERVADOR E ASSOCIADO A MINHA VONTADE A PALAVRA, CRIEI ESPECTATIVAS RUINS EM RELAÇÃO AO QUE EU QUERIA, JÁ QUE EU BUSCAVA ALGUÉM E NÃO UM BEM MATERIAL E ETC... OU O FUNDAMENTAL QUE É O PROPRIO DEUS... E DEUS NÃO PRENDE PESSOAS A ELE E A OUTROS... ENTÃO ACHO QUE ISSO JÁ EXPLICA TUDO.
O PARECE DIFICL E EU ENTEDER ISSO, MAS VOU ENTENDER!
Mas em julho eu larguei mão por não suportar mais esperar por ela e depois de tanto sofrer também fui deixando Deus de lado... Infelizmente... Sabe hoje eu me atrasei no segundo dia de trabalho e por sempre ter chegado atrasado, passado por isso ai... Estar com vários medos e uma ansiedade que aumentou muito depois dessa pandemia eu surtei... Estou sofrendo com insônia também e não dormi direito a noite, menos de três horas noite passada e na anterior o mesmo... e antes um pouco mais... semana passada muitos sonhos que fazia acordar com cabeça pesada... Surtei, chorei e bati na cabeça como falei... acabei por não ir no segundo dia... Acho que vou sofrer uma penalidade no serviço! Infelizmente não sei oq fazer mais.... estou escrevendo isso pois dormi e estou melhor agora! Tive dor de barriga e vontade de vomitar também e até dor de cabeça... Que passou depois da bancada... E na hora até o turbilhão de pensamentos sumiu na hora depois da pancada... ficou claro os pensamentos, mas agora já tem um certo embolo de novo... O trabalho parece legal, o fato ex estar lá me causa certo sofrimento... mas pior que ir lá me ajudou muito... Deu uma alivio no fim do dia... Mas não sei se passo de 45 dias pelo falto de hoje... :(
Não quero ser um peso pra minha família... Não quero ser um peso pra mim, quero que minha mãe sinta orgulho, meu pai, irmão... Pareço um cara frágil que a namorada achava frágil e quando viu esse lado frágil, não surtar pois nunca fiz isso perto dela, nunca cheguei num ápice assim perto dela, já passei por algo parecido mas me recuperei muito em 2015... Então em 2018 achei que estava bem, jogava, saia , conversava e tudo mais... Então me abri pra namorar... ela me achou incrível... mas quando viu que eu tinha ainda alguns traços dessa fragilidade foi em bora... Pois deve ter achado que eu não ia dar futuro... Em fim, talvez eu não creia em mim... Mas as pessoas dizem que eu tenho e tenho dons, talentos, habilidades e tal... ainda mais com TI! Não sei, preciso me ver... uma vez no psicólogo ele me contou sobre narciso e queria que eu olhasse pra mim e se apaixonasse por mim.
Bem só queria saber o que dizer no trabalho amanhã... Tenha um contrato e um compromisso, e posso sofrer multa e ser processado... Enfim, não quero manchar mais uma vez minha carteira... pq quando sai do estagio... logo depois menos de um mês sai do trabalho pois a equipe começo a me seguir dizendo que a forma que eu atendia os clientes e ensinava o soft estava errado e sempre eu falava algo eu via o olhar de desaprovação... mas eu sempre busquei fazer oque aprendi no estagio... se conectar com a pessoa pois a pessoa e que precisa de ajuda e não o soft...Não que eu seja o "cara" mas acho que aprendi certo com meu supervisor e geral na escola gostava de mim e eu era o cara da "Ti", mas não dei o devido valor!
Queria desabafar e me sinto pouco melhor... grato a cada um que leu aqui e se puder dizer algo que ajude, agradeço!
submitted by Enscie to brasil [link] [comments]


2020.09.23 01:03 Enscie Preciso de ajuda! Se alguém puder dar uma luz agradeço!

Sou homem tenho 24 anos e cheguei no meu ápice... Chorei sim, gritei, perdi o controle... entrei em crise e até dei um soco na minha cabeça num momento de descontrole... (Me Arrependo)...
Comecei a trabalhar ontem... onde minha ex trabalha as primeiras horas foi só sofrimento... minha mente querendo ver ela, saber dela, se cruzar com ela... Depois ao ver algumas pessoas novas, bem de vida sabe! E eu não, sofri ao ver a moça falando vou chamar o "TI", Até novembro de 2019 eu era o "TI" numa Instituto federal do estado, Estagiário, mas era o "TI" e curtia ser o cara da solução, deu problema e eu sou o socorro, isso me da satisfação! Mas larguei meu super estagio que meus supervisor queria até fazer por mais um ano o contrato... devia ter ficado... Mas pq namorava e ganhava pouco eu queria fazer uma super comemoração para nos... Num parque aquático ou uma viagem de dois dias... Ou algo super maneiro, mas no fim, mesmo mudando de emprego e sofrendo muito no novo... não rolou nada pois ela desanimou de fazer qualquer coisa.... E fomos aqui mesmo na cidade! Isso me machucou... Não que não foi legal, mas pq não rolou.... Tenho a a sensação que ela nunca me amou, só me queria por perto pq fazia bem... Enfim... Terminamos em janeiro e ainda sofro por ela... Sinto uma dor no coração, uma falta... um pedaço... algo precisa ser preenchido... mas não só isso... Um pensamento constante nela... Fui até na igreja atrás de Deus pra ele restaurar a relação... Fiz isso durante a pandemia em uma que permaneceu aberta com todos os cuidados e tal... Dava umas 5 pessoas, pois eles tem a radio então dava pra o povo acompanhar.... Mas eu queria estar lá, foi bom sim, mas foi mal também... Pois cada mensagem de vai dar certo, vai ser restaurado eu associava a ela e acreditava que ia ter ela de volta... Cada vez mais e mais, até que comecei a ficar ouvindo mensagem o dia todo, buscando um nível em Deus q eu vejo que criei para alcançar o que queria.... Deus existe, mas parece que ele estava o tempo todo tentando me dizer que tem o melhor pra mim e só precisava eu parar e dar ouvidos ao bem que ele estava oferecendo... mas eu foquei nela, ela era o que eu queria e cada mensagem eu buscava achar algo que encaixava pro que eu buscava...
QUE FIQUE CLARO, DEUS É REAL E NOS AJUDA, MAS EU POR TER INDO EM UM LUGAR MAIS CONSERVADOR E ASSOCIADO A MINHA VONTADE A PALAVRA, CRIEI ESPECTATIVAS RUINS EM RELAÇÃO AO QUE EU QUERIA, JÁ QUE EU BUSCAVA ALGUÉM E NÃO UM BEM MATERIAL E ETC... OU O FUNDAMENTAL QUE É O PROPRIO DEUS... E DEUS NÃO PRENDE PESSOAS A ELE E A OUTROS... ENTÃO ACHO QUE ISSO JÁ EXPLICA TUDO.
O PARECE DIFICL E EU ENTEDER ISSO, MAS VOU ENTENDER!
Mas em julho eu larguei mão por não suportar mais esperar por ela e depois de tanto sofrer também fui deixando Deus de lado... Infelizmente... Sabe hoje eu me atrasei no segundo dia de trabalho e por sempre ter chegado atrasado, passado por isso ai... Estar com vários medos e uma ansiedade que aumentou muito depois dessa pandemia eu surtei... Estou sofrendo com insônia também e não dormi direito a noite, menos de três horas noite passada e na anterior o mesmo... e antes um pouco mais... semana passada muitos sonhos que fazia acordar com cabeça pesada... Surtei, chorei e bati na cabeça como falei... acabei por não ir no segundo dia... Acho que vou sofrer uma penalidade no serviço! Infelizmente não sei oq fazer mais.... estou escrevendo isso pois dormi e estou melhor agora! Tive dor de barriga e vontade de vomitar também e até dor de cabeça... Que passou depois da bancada... E na hora até o turbilhão de pensamentos sumiu na hora depois da pancada... ficou claro os pensamentos, mas agora já tem um certo embolo de novo... O trabalho parece legal, o fato ex estar lá me causa certo sofrimento... mas pior que ir lá me ajudou muito... Deu uma alivio no fim do dia... Mas não sei se passo de 45 dias pelo falto de hoje... :(
Não quero ser um peso pra minha família... Não quero ser um peso pra mim, quero que minha mãe sinta orgulho, meu pai, irmão... Pareço um cara frágil que a namorada achava frágil e quando viu esse lado frágil, não surtar pois nunca fiz isso perto dela, nunca cheguei num ápice assim perto dela, já passei por algo parecido mas me recuperei muito em 2015... Então em 2018 achei que estava bem, jogava, saia , conversava e tudo mais... Então me abri pra namorar... ela me achou incrível... mas quando viu que eu tinha ainda alguns traços dessa fragilidade foi em bora... Pois deve ter achado que eu não ia dar futuro... Em fim, talvez eu não creia em mim... Mas as pessoas dizem que eu tenho e tenho dons, talentos, habilidades e tal... ainda mais com TI! Não sei, preciso me ver... uma vez no psicólogo ele me contou sobre narciso e queria que eu olhasse pra mim e se apaixonasse por mim.
Bem só queria saber o que dizer no trabalho amanhã... Tenha um contrato e um compromisso, e posso sofrer multa e ser processado... Enfim, não quero manchar mais uma vez minha carteira... pq quando sai do estagio... logo depois menos de um mês sai do trabalho pois a equipe começo a me seguir dizendo que a forma que eu atendia os clientes e ensinava o soft estava errado e sempre eu falava algo eu via o olhar de desaprovação... mas eu sempre busquei fazer oque aprendi no estagio... se conectar com a pessoa pois a pessoa e que precisa de ajuda e não o soft...Não que eu seja o "cara" mas acho que aprendi certo com meu supervisor e geral na escola gostava de mim e eu era o cara da "Ti", mas não dei o devido valor!
Queria desabafar e me sinto pouco melhor... grato a cada um que leu aqui e se puder dizer algo que ajude, agradeço!
submitted by Enscie to u/Enscie [link] [comments]


2020.09.22 22:57 Enscie Estourei/Chorei/Crise de ansiedade/Muita coisa junta/Fiz besteira/Será que tem volta?

Sou homem tenho 24 anos e cheguei no meu ápice... Chorei sim, gritei, perdi o controle... entrei em crise e até dei um soco na minha cabeça num momento de descontrole... (Me Arrependo)...
Comecei a trabalhar ontem... onde minha ex trabalha as primeiras horas foi só sofrimento... minha mente querendo ver ela, saber dela, se cruzar com ela... Depois ao ver algumas pessoas novas, bem de vida sabe! E eu não, sofri ao ver a moça falando vou chamar o "TI", Até novembro de 2019 eu era o "TI" numa Instituto federal do estado, Estagiário, mas era o "TI" e curtia ser o cara da solução, deu problema e eu sou o socorro, isso me da satisfação! Mas larguei meu super estagio que meus supervisor queria até fazer por mais um ano o contrato... devia ter ficado... Mas pq namorava e ganhava pouco eu queria fazer uma super comemoração para nos... Num parque aquático ou uma viagem de dois dias... Ou algo super maneiro, mas no fim, mesmo mudando de emprego e sofrendo muito no novo... não rolou nada pois ela desanimou de fazer qualquer coisa.... E fomos aqui mesmo na cidade! Isso me machucou... Não que não foi legal, mas pq não rolou.... Tenho a a sensação que ela nunca me amou, só me queria por perto pq fazia bem... Enfim... Terminamos em janeiro e ainda sofro por ela... Sinto uma dor no coração, uma falta... um pedaço... algo precisa ser preenchido... mas não só isso... Um pensamento constante nela... Fui até na igreja atrás de Deus pra ele restaurar a relação... Fiz isso durante a pandemia em uma que permaneceu aberta com todos os cuidados e tal... Dava umas 5 pessoas, pois eles tem a radio então dava pra o povo acompanhar.... Mas eu queria estar lá, foi bom sim, mas foi mal também... Pois cada mensagem de vai dar certo, vai ser restaurado eu associava a ela e acreditava que ia ter ela de volta... Cada vez mais e mais, até que comecei a ficar ouvindo mensagem o dia todo, buscando um nível em Deus q eu vejo que criei para alcançar o que queria.... Deus existe, mas parece que ele estava o tempo todo tentando me dizer que tem o melhor pra mim e só precisava eu parar e dar ouvidos ao bem que ele estava oferecendo... mas eu foquei nela, ela era o que eu queria e cada mensagem eu buscava achar algo que encaixava pro que eu buscava...
QUE FIQUE CLARO, DEUS É REAL E NOS AJUDA, MAS EU POR TER INDO EM UM LUGAR MAIS CONSERVADOR E ASSOCIADO A MINHA VONTADE A PALAVRA, CRIEI ESPECTATIVAS RUINS EM RELAÇÃO AO QUE EU QUERIA, JÁ QUE EU BUSCAVA ALGUÉM E NÃO UM BEM MATERIAL E ETC... OU O FUNDAMENTAL QUE É O PROPRIO DEUS... E DEUS NÃO PRENDE PESSOAS A ELE E A OUTROS... ENTÃO ACHO QUE ISSO JÁ EXPLICA TUDO.
O PARECE DIFICL E EU ENTEDER ISSO, MAS VOU ENTENDER!
Mas em julho eu larguei mão por não suportar mais esperar por ela e depois de tanto sofrer também fui deixando Deus de lado... Infelizmente... Sabe hoje eu me atrasei no segundo dia de trabalho e por sempre ter chegado atrasado, passado por isso ai... Estar com vários medos e uma ansiedade que aumentou muito depois dessa pandemia eu surtei... Estou sofrendo com insônia também e não dormi direito a noite, menos de três horas noite passada e na anterior o mesmo... e antes um pouco mais... semana passada muitos sonhos que fazia acordar com cabeça pesada... Surtei, chorei e bati na cabeça como falei... acabei por não ir no segundo dia... Acho que vou sofrer uma penalidade no serviço! Infelizmente não sei oq fazer mais.... estou escrevendo isso pois dormi e estou melhor agora! Tive dor de barriga e vontade de vomitar também e até dor de cabeça... Que passou depois da bancada... E na hora até o turbilhão de pensamentos sumiu na hora depois da pancada... ficou claro os pensamentos, mas agora já tem um certo embolo de novo... O trabalho parece legal, o fato ex estar lá me causa certo sofrimento... mas pior que ir lá me ajudou muito... Deu uma alivio no fim do dia... Mas não sei se passo de 45 dias pelo falto de hoje... :(
Não quero ser um peso pra minha família... Não quero ser um peso pra mim, quero que minha mãe sinta orgulho, meu pai, irmão... Pareço um cara frágil que a namorada achava frágil e quando viu esse lado frágil, não surtar pois nunca fiz isso perto dela, nunca cheguei num ápice assim perto dela, já passei por algo parecido mas me recuperei muito em 2015... Então em 2018 achei que estava bem, jogava, saia , conversava e tudo mais... Então me abri pra namorar... ela me achou incrível... mas quando viu que eu tinha ainda alguns traços dessa fragilidade foi em bora... Pois deve ter achado que eu não ia dar futuro... Em fim, talvez eu não creia em mim... Mas as pessoas dizem que eu tenho e tenho dons, talentos, habilidades e tal... ainda mais com TI! Não sei, preciso me ver... uma vez no psicólogo ele me contou sobre narciso e queria que eu olhasse pra mim e se apaixonasse por mim.

Bem só queria saber o que dizer no trabalho amanhã... Tenha um contrato e um compromisso, e posso sofrer multa e ser processado... Enfim, não quero manchar mais uma vez minha carteira... pq quando sai do estagio... logo depois menos de um mês sai do trabalho pois a equipe começo a me seguir dizendo que a forma que eu atendia os clientes e ensinava o soft estava errado e sempre eu falava algo eu via o olhar de desaprovação... mas eu sempre busquei fazer oque aprendi no estagio... se conectar com a pessoa pois a pessoa e que precisa de ajuda e não o soft...Não que eu seja o "cara" mas acho que aprendi certo com meu supervisor e geral na escola gostava de mim e eu era o cara da "Ti", mas não dei o devido valor!

Queria desabafar e me sinto pouco melhor... grato a cada um que leu aqui e se puder dizer algo que ajude, agradeço!
submitted by Enscie to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 16:00 Triiggerr Tente não ser social awkward

Antes de mais nada desculpa pelo termo em inglês. Eu não sei se existe um nome pra isso em português.
Minha história começa ha 3 anos. No final de 2017 meu cachorro morreu e eu era muito apegado a ele e eu fiquei sem rumo e sem motivo pra continuar vivo. Eu só continuei indo pela minha mãe e pelo meu pai senão eu tinha me matado.
Alguns meses desse estado mental de desistência eu já tinha perdido basicamente toda minha habilidade de socializar e interagia basicamente com 3 amigas na minha sala e não conseguia ter um diálogo com mais ninguém direito.
Até que em abril de 2018 eu conheci uma menina e eu conseguia conversar com ela de verdade e eu me apaixonei por ela e a gente começou a namorar. Eu fiz tudo que eu podia e tudo que eu não podia por ela. Gastei Todo o dinheiro que eu tinha, peguei dinheiro emprestado, paguei no crédito sem saber como q eu ia arrumar dinheiro pra pagar o boleto no final do mês, Briguei com meus pais, parei de conversar com uma menina q ela não gostava, fiz coisas que eu não gostava/não queria. Isso tudo ao longo de 2 anos e meio de relacionamento.
Por mim tava tranquilo por que eu amava ela e as outras coisas não eram tão importantes mesmo. Porém além disso tudo eu também parei de interagir muito com meus amigos quando eu não estava na escola por que eu ficava sempre com ela fazia tudo com ela e etc.
A consequência disso foi que atualmente, depois de formado no ensino médio, eu interagia basicamente só com a minha namorada, conversando muito raramente com meus amigos que são um total de 4 pessoas sendo que a pessoa que converso mais fequente eu falo tipo uma vez a cada 15 dias ou algo assim.
Pulando pra sábado passado minha namorada falou comigo que ela me amava apenas em X circunstâncias, que ela não me apoiaria a fazer tudo que eu achasse correto e que eu só era a prioridade dela a não ser que ... (qualquer coisa que ela decidir). Ela já tinha apresentado esse comportamento antes de priorizar outras pessoas e outras coisa a cima de mim mas eu não ligava por que eu amava ela. Isso que ela falou já me fudeu com todas as forças mas eu não fiz nada só fiquei triste e com raiva.
No domingo ela terminou comigo. Falou que não tava dando certo pra ela a um tempo ja e que achava que era a melhor coisa a se fazer.
Agora vem a explicação do titulo. Tente não ser social awkward. Como eu só conversava com ela e não interagia com mais ninguém direito eu estou completamente desorientado. Meus pais e minha irmã tão me dando uma força daora e eu consegui conversar a respeito com uma amiga minha mas eu simplesmente tô abandonado sozinho no mundo. Por que eu vejo as coisas penso as coisas e quero contar pra alguém mas não tem ninguém pra contar por que eu só conseguia conversar mesmo com ela. Ontem eu tive uma crise de ansiedade que durou tipo a tarde inteira por que eu tava completamente perdido no mundo e na minha vida.
Além disso tudo eu não posso fazer nada que eu gosto o que piora tudo infinitamente. Eu sou músico violonista e pianista e sou programador. Porém no último mês eu tenho tido um problema na mão que acredito ser tendinite que toda vez que eu vou tocar ou mexer no computador minha mão começa com uma dor insuportável (Mas já marquei um fisioterapeuta e vou consultar essa semana ainda). Então nesse momento eu tô sem ninguém pra interagir direito e sem poder tocar ou mexer no computador o que piorou tudo.
O que ta me "segurando no lugar" são meus pais, minha irmã, meu cachorro(que veio pra minha casa ano passado) e a amiga que eu consegui conversar. Mesmo assim eu tô tendo crise de ansiedade e começando a chorar do nada e ficando olhando pra parede pensando que que aconteceu e pensando como que o universo gosta de me fuder por que no último ano tudo deu errado pra mim menos o meu namoro e agora o namoro deu errado também.
A moral da história é não pare de interagir com seus amigos em nenhuma situação. Não baseie toda sua sanidade e paz de espírito em uma pessoa por que a gente nunca sabe o que vai acontecer. Eu queria e acreditei que eu ia casar com ela e a gente ia ter filhos e uma família e ficar juntos pra sempre mas o universo tinha outros planos pra gente.
Tente ao máximo não ser social awkward por que isso doi muito e eu espero que mais ninguém tenha que passar pelo que eu passei ontem.
Desculpa pelo texto gigante eu não consegui falar sobre isso com mais ninguém direito e aqui me pareceu um lugar apropriado.
submitted by Triiggerr to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 07:20 commiefairy meus quilos a mais estão virando uma obsessão

vou tentar resumir ao máximo pro texto não ficar tão chato quanto eu ando ultimamente.
bem, eu sempre fui uma criança gordinha, mas não era por não comer coisas saudáveis: é que eu sempre fui comilona kkkk mas infelizmente a genética não me favoreceu para eu poder exercer minha glutonaria em paz. sofri muito bullying dos coleguinhas, e quando eu chegava nos consultórios de pediatras eles já iam falando sobre como eu deveria comer mais legumes pra perder peso, sendo que eu já comia de tudo e não era nem de longe o motivo de eu estar lá (era quase sempre sobre rinite/alergias)
quando fui entrando na adolescência, fui perdendo peso e fiquei "normal", mas ainda odiava meu corpo, principalmente minha "pochete". quando estava no ensino médio+técnico passava o dia inteiro sem comer e já passei mal de fome algumas vezes por isso, mas eu estava sempre sendo elogiada por isso, minha vida amorosa estava indo muito bem, obrigada...
daí entrei na faculdade. por ser um curso noturno, eu passava o dia em casa, acordava tarde, batia aquele pratão de comida de mãe (que por sinal é uma excelente cozinheira), chegava na facul e ficava espiando os salgados da cantina, comecei a namorar um "magrelo solitária" que me levava pra lanchar toda semana... aí já viu. de 2018 pra cá meu peso só foi aumetando, saí do IMC normal pro sobrepeso.
aí chegou 2020. comecei o ano surtando depois das festas de fim de ano, tentei fazer o mesmo esquema do ensino médio (o que ficou mais difícil de fazer depois que minha mãe fuçou minhas mensagens com meu ex-namorado e descobriu que eu ficava sem comer o dia todo por me achar gorda), comecei a fazer taekwondo na associação de esportes municipal... estava tudo indo bem, eu perdi uns quilos, mas aí chegou a temida quarentena.
aí o que já estava ruim ficou pior: juntou a suspensão dos treinos, a preguiça de estar trancada em casa, o estresse de atrasar minha formatura antes prevista pra dezembro, o estoque infinito de pães e doces... chutei o balde. meti o pé na jaca como ninguém, e tentei ao máximo não me estressar com isso. "depois da quarentena eu resolvo", eu pensava... mas aí a porra da quarentena não teve fim!
agora cá estou, com 1,54m e 67kg, e não consigo pensar em outra coisa além do meu peso. além do meu peso ter voltado a ser assunto recorrente aqui em casa, estou cada dia mais horrorizada com meu reflexo no espelho. arrumei um emprego meio período e tive dificuldade de entrar nos meus jeans de 2019, e agora em dezembro vou viajar pra casa dos meus parentes (sou nordestina), e quando vou pra lá é certeza de ganhar pelo menos 1-2kg.
antes que alguém diga algo: sim, comecei a fazer caminhada todo dia desde semana passada e andar de bicicleta aos domingos, agora que já estou saindo mais de casa. também estou contando calorias (como eu fiz no começo do ano e deu certo), e considerando ir pra academia também. ou seja, não estou parada esperando 10kg de banha sumirem do meu corpo magicamente.
pra ser sincera, nem sei por que caralhos eu tô me expondo desse jeito nesse site com usuários de comportamento questionável. talvez eu só esteja cansada de encher o saco dos meus (poucos) amigos com essa merda, já que os gordos ficam mal com as merdas que eu falo e os magros acham que é frescura/reclamam dos "males de ser magro". talvez eu só queira desabafar com esse suposto vácuo que é a internet... enfim, desculpe pelo textão enorme. espero que vocês estejam bem.
submitted by commiefairy to desabafos [link] [comments]


2020.09.06 19:22 Cringezinha Meu peido também pesou

Vi alguém desabafar sobre ter se cagado acidentalmente e achei que era o momento de contar essa história.
Eu sou do interior do meu estado e fui morar na capital para fazer faculdade, mas depois de dois anos resolvi desistir do meu curso e prestar o ENEM para tentar ingressar em outra instituição. Fiz minha inscrição para fazer a prova na capital, mas acabei voltando a morar na minha cidadezinha do interior antes que a prova acontecesse, então teria que voltar pra capital para prestar o exame.
Já era fimzinho de 2018 e eu conheci um rapaz muito bem apessoado que estudava medicina (GUARDEM ESSA INFORMAÇÃO). Eu tava super afim dele, mas não tinha tempo pra namorar porque estava estudando para mais um vestibular e o ENEM estava chegando.
Enfim, na semana do ENEM eu estava com minhas passagens para ir pra capital compradas, e me deu na telha uma vontade irresistível de comer empadinha de camarão. Moro no sul, longíssimo da praia e é difícil encontrar um camarão de qualidade, então parti pra um desses lugares que só vendem empada. A meia noite daquele mesmo dia eu estava internada vomitando até as tripas e ardendo de febre. O médico me disse que eu teria que melhorar muito rápido pra ser liberada a tempo de pegar o ônibus pra ir fazer minha prova e provavelmente isso não aconteceria. Minha preocupação não era com o fato de eu estar doente, mas com o fato de que eu não podia perder mais tempo da minha vida, então mandei mensagem pro boy que estudava medicina e pedi pra ele vir me visitar e inventar pro médico que eu tava bem melhor.
No dia da minha passagem marcada o rapaz foi até o hospital (pois, como dizia minha amiga, ele comia um caminhão de merda por minha causa kkkk) e se sentou e começou a conversar comigo. De repente me veio uma vontade incontrolável de peidar, e justamente por ser incontrolável é que eu peidei bem discretamente, sem fazer barulho, e continuei conversando com ele. Alguns minutos depois eu tive que me levantar pra fazer não sei o que e quando eu virei de costas pro rapaz ele me chamou. Confesso que eu não tinha ficado tão desesperada quando vi a cama toda suja de merda, mas quando fui pro banheiro e percebi que estava suja até nas costas foi que eu não sabia onde enfiar a cara. Entrei no chuveiro correndo e estava pensando na vergonha que passei, mas acabei ouvindo a voz do médico e pensei que tudo tinha acabado, então comecei a chorar e vomitar.
Quando saí do banho vi que o quarto tava todo limpo e o boy me contou que ele e minha mãe juntaram a roupa de cama e jogaram no lixo antes que o médico tivesse chegado e fingiram que eu estava bem. Ganhei alta, fui pra capital, comecei a fazer a prova, mas quando chegou na hora da redação o estômago embrulhou e eu fui correndo pro banheiro. O tanto que eu vomitei parecia coisa de filme e eu me arrependi de ter nascido naquele momento. Voltei pra sala faltando meia hora pra acabar a prova, escrevi a redação que nem minha bunda (ou seja, do jeito mais cagado possível) e sem rascunho, mas deu tempo.
O resumo do desfecho: eu e o rapaz não ficamos juntos, mas nos tornamos amigos, e eu PASSEI NA FACULDADE QUE EU QUERIA com folga, e passei outra vez pelo vestibular da faculdade também. Ufa!
E, por último, mas não menos importante, nunca mais comi empadinha de camarão.
submitted by Cringezinha to desabafos [link] [comments]


2020.08.29 16:14 winry_rockbel A MELHOR AMIGA DO MEU NAMORADO

atualmente namoro a 6 meses, começamos a namorar em 2017 não deu muito certo e terminamos em 2018, nesse meio tempo que ficamos separados a primeira pessoa que ele ficou depois que terminamos foi a melhor amiga dele, e agora que voltamos a namorar e sei do ocorrido, me incomoda muito saber disso, pois ele sai com ela e eu não sei o que pensar, e nem como agir, tivemos uma conversa sobre isso, e eu decidi acreditar e confiar mas tem sido tão complicado de pensar que não vá acontecer nada
submitted by winry_rockbel to desabafos [link] [comments]


2020.08.27 15:32 haisp99 Malta, queria desabafar pois não tenho ninguém.

Olá pessoal. Estou em Portugal há 20 anos. Vim com a minha mãe e irmão. Ela casou-se com um português quando eu tinha 10 anos.
Eu conheci a minha ex namorada no sexto ano, fiquei apaixonado. Resumindo, ficamos juntos até aos meus 26 e tivemos uma filha.
Ambos viemos de famílias de classe média baixa, não temos ninguém licenciado nas nossas família.
1 mês depois da nossa filha nascer ela deixou-me e voltou a morar com a mãe, eu também. Eu só tenho mãe (nunca conheci meu pai) e o meu irmão mais novo de 19.
Nunca fomos casados então decidimos que ela ficava com os móveis e eu o carro. Ela já está a namorar há ano e meio. Eu pego a minha filha terças e quintas e f.d.s sim/não.
Eu andei depressivo nestes últimos 4 anos e só agora estou melhor, perdi muita coisa boa por causa disso. A maior foi ter recusado ir para gnr após ter passado a todas as provas e ter sido convocado.
Sai do exército em agosto de 2018, fui operado em dezembro e fiquei bom em março. Comecei um curso de logística e estagiei numa fábrica até agosto e no fim não ficaram com ninguém. Em dezembro arranjei trabalho no pindo doce a noite mas infelizmente não me habituei aquilo e andava muito mau fisicamente em dormir de dia e trabalhar a noite e tive de ir embora. Fiz uma formação no aeroporto e adorei, eles gostaram de mim e eu tenho a certeza que subiria na empresa pois era uma área que adorava mesmo. No mesmo dia após levantar a farda cancelaram tudo por causa desta merda de vírus e adeus emprego de sonho.
Mudando de área, comeco a ver grandes desvantagens de ser pai solteiro. Não consigo arranjar namorada pois fisicamente/personalidade não há problema mas quando menciono que tenho uma filha é ghost na certa. Eu entendo que a grande maioria não aceita isso mas de todas as pessoas com quem tive ninguém mesmo.
Agora sinto a depressão a voltar com isto tudo. Sinto me triste sinto que estou a destinado a morar com a minha mãe pra sempre (ela sozinha não consegue suportar as despesas), não que eu me importe em ajudar e morar com ela/irmão mas não era assim que imaginava a minha vida.
A minha ex está feliz com um homem que conheceu no trabalho e mais cedo ou mais tarde vão morar juntos mais a minha filha.
Só um grande desbafo. Obrigado..
Edit: não esperava que o post tivesse tanto movimento. Quero pedir desculpas a todos por não responder individualmente ou pms.
Com este post aprendi coisas interessantes as quais vou explorar para tentar dar outro rumo a minha vida caso não consiga entrar na PSP. Obrigado.
Foi muito bom ouvir histórias similares que no fim se transformaram em autênticas histórias de sucesso. Fico feliz por vocês e dá pra ver que há muita gente madura e boa por aí mesmo no caos em que vivemos em 2020. Obrigado.
Eu cuido bem de mim sim, sempre treinei e cuido da minha alimentação e superei a depressão com muito esforço, choro, comprimidos e idas ao hospital (principalmente quando soube que ela tinha namorado, levei 10 pontos na mão). A minha mãe sofreu comigo durante 4 anos a ver o filho que sempre foi ativo e bem disposto ficar depressivo e descuidado. Já me sinto melhor há 1 ano e pouco e não vou voltar a ficar depressivo. Recuso-me. Vou sim seguir os vossos concelhos e dar a volta a minha vida e cuidar de quem sempre estave ao meu lado nos bons e maus momentos desde sempre a minha mãe que também é pai. Não vou deixar a minha filha passar pelo mesmo que passei pois sei bem o que custa.
Há coisas que mães e pais dão que o outro não pode dar. Senti muita falta de uma figura paternal em várias fazes da vida, não tive direções em como lidar com mulheres ou saber conduzir por exemplo, chumbei no meu exame de condução e só passei a segunda, senti muita falta pois era algo que um pai devia ensinar um filho de como ser homem.
Enfim pessoal, por mim, pela minha filha e mãe, vou mudar a minha vida e não desanimar. Obrigado de coração a todos e espero que a vida vos trate bem.
submitted by haisp99 to portugal [link] [comments]


2020.08.25 04:33 Puzzleheaded_Pepper7 PRECISO FALAR COM TODOS OS BISSEXUAIS AQUI.

Então,eu sempre fui apaixonado por meninas(e talvez por meninos,não tenho certeza),e desde pequeno,mesmo que errado,eu via pornô em revistas,dvds e tals escondido. Nunca fiquei com ninguém por ser muito inseguro por causa do meu corpo e timidez,mas eu beijei,no máximo,duas meninas que são minhas primas. Meses depois de descobrir a masturbação,descobri o pornô gay,então passei pelo menos 2 anos vendo apenas isso. Eu passei aquela época sem pensar muito sobre minha sexualidade,mas imaginava como sairia do armário como gay(raramente um pornô bi),pois não via as mulheres com os mesmos olhos como via até os 11/12 anos,porém,durante essa época,ainda tinha crush’s meninas,mesmo que não sexualmente. Só que aos 15/16 pra cima,comecei a olhar para as meninas de um outro jeito também,e isso foi crescendo aos poucos,começou com fantasias sexuais com as minhas crush’s, pornô (de pornô hétero a solo feminino)contos e sonhos eróticos(que acontece raramente),me sentia completo e feliz depois de “vocês sabem oq huehue”. Nunca deixei de gostar de homens tbm,mas minha sexualidade acabou se tornando mais fluida(assistia pornô gay,hétero,masturbação feminina,pornô bissexual,nudes). As vezes eu não me entendia,aí descobri o bi-cycle,o que explicaria porque meu gosto varia muito. As vezes estava querendo mulheres intensamente e nem pensava em homens,as vezes queria somente homens,as vezes os dois. Mesmo assim,mesmo sabendo dos termos e tals,isso me deixava confuso e pegava questionando a validade da minha bissexualidade porque já li muitas histórias sobre “bissexuais” que se descobriram Gay/lésbica/hétero,também pq todo mundo sempre perguntou se eu era gay muitas vezes por causa do meu jeito(eu odeio quando personalidade vira questão de sexualidade) e também porque demorei pra entender a fluidez da sexualidade humana e falta de representatividade bissexual(pois na mídia ou se é hétero ou é homossexual,aí faz parecer que bissexualidade não existe ou não é algo muito improvável),mas ainda assim,essa insegurança sumia,as vezes tenho certeza de que sou 100% bissexual,mas as vezes fico extremamente inseguro,achando não. Hétero sei que não sou. Eu também não consigo me imaginar em relacionamento sério,pois se me relacionar com uma mulher,certamente sentirei vontade de ficar com homens alguma hora,mas se eu namorar um homem,o mesmo acontece. Isso ajuda a piorar minha insegurança.
Edit: eu fui me descobrindo bissexual em 2016/2017,depois me descobri Bi em 2018 e foi indo até agora. Essa insegurança bateu só agora,em meados de 2020.
Edit: postando aqui porque não encontrei comunidade bissexual brasileira.
VOCÊS PASSARAM POR ISSO?? ESTOU FICANDO LOUCO??!! ME AJUDEM!! COMO POSSO FAZER ESSA INSEGURANÇA SUMIR??
submitted by Puzzleheaded_Pepper7 to arco_iris [link] [comments]


2020.08.20 06:04 Turbm EM MENOS DE 3 DIAS ELA JA ESTÁ COM OUTRO

Poxa, estou um caco por dentro, isso n é de hoje.. eu me relacionei com uma garota em 2017, hj tenho 22 e ela 20, ela é ruiva, treinava igual eu, pois é gostei mt dela, tivemos um relacionamento por um tempo, dps quando iamos assumir o pai dela proibiu, mas ela sempre me dava esperanças de que ia falar com ele, ia me assumir, sempre que nos viamos tinha que ser escondido, ela vinha aq em casa, apresentei aos meus pais, claro, ela me deu a esperança de que iamos ficar juntos e ia falar com o pai dela.
Pois é, dois anos se passaram e ela sempre me enrolava e nunca falava, decidi terminar o “namoro” escondido, pois nunca gostei disso, sempre quis poder levar ela para os lugares, festas em familia, coisas normais, mas nunca podia pois tudo para ela tinha que ser escondido.. isso acabava cmg, entao decidi terminar esse namorinho e só ficar, mas ela agia sempre como se estivéssemos namorando, ela nao pode sair pois o pai dela nao deixava, e quando eu queria sair com meus amigos, ela fazia aquela chantagem, ficava chateada, falava q era falta de respeito..
Sempre isso, em 2018 quebrei minha perna em um acidente de moto, uma fase muito dificil para mim, pois precisava de mt apoio.. sabe, eu nunca curti esse negocio de ficar no wpp o dia inteiro, se eu to com a pessoa eu quero vê-la, quero conversar sobre tudo..
Enfim, a gente brigava muito, pois ela sempre me chamando de ausente, por nao falar com ela muito pelo wpp, até q abaixei a cabeça e aceitei, pedi desculpas, deixei de lado minha razão, pois eu estava ausente sim, mas isso acarretou dps q o pai dela nao deixou ela namorar, e a gente n se via com frequência dps de minha última cirurgia foi pior, pois as dores eram muitas, e eu acredito q estava em depressão, eu estou com aquelas gaiolas na perna..
Enfim, mts brigas por querer atenção ela decidiu sair fora, eu entendi o lado dela, pois ninguem é obrigado a aturar alguém do jeito q eu estou Além de meus pais, passou 3 dias, e agora ela esta com outro, gente, me sinto um lixo, pois fiz de tudo por ela, mesmo na situação que estou..
sempre quis levar aquilo para frente, sempre fui paciente, me sinto um bosta, por conta da gaiola na perna estou acamado, nao saio da cama somente para tomar banho.. Preciso muito de ajuda pois nao sei oq fazer, estou decepcionado, pois tanto tempo fazendo de tudo por uma pessoa e acabar nisso, ainda nessa minha fase
Alguem poderia me ajudar com algumas palavras?
submitted by Turbm to desabafos [link] [comments]


2020.08.18 01:59 EuRoddy Sou rejeitado por ser fora dos padrões

Amigos, preciso de ajuda.
Sou homem, carioca, tenho 28 anos, sou negro e gay. Embora eu seja uma pessoa normal, não tenho traços bonitos, meu rosto é coberto de cicatrizes e manchas de acne e foliculite, sou alto e desengonçado e sempre tive dificuldade em ganhar peso. Ou seja, sou feio. Talvez isso não seria um problema se minha vida não fosse tão triste...
Desde muito pequeno, sempre soube que era diferente. Embora gostasse de "coisas de menino", sempre percebi que a figura masculina me atraia muito mais que a feminina. Mas, por conta do enorme preconceito do ambiente familiar e na escola, tentei, por muitos e muitos anos, refrear qualquer tipo de sentimento homoafetivo. Sempre busquei me aproximar dos homens apenas como forma de amizade. Felizmente, pude ter alguns amigos ao longo dos ensinos fundamental, médio e superior. Apesar disso, o bullying foi uma constante na minha vida. Sempre fui humilhado, ridicularizado e até agredido fisicamente na minha infância e adolescência por ser um menino sensível, péssimo nos esportes e, sim, feio. Não bastasse a humilhação por parte dos meninos, também era rejeitado por muitas meninas. Na minha tentativa fracassada de tentar ser hétero, acumulei apenas frustrações. Conclusão: terminei o ensino médio, com 17 anos sem sequer ter beijado na boca.
Entre 2010 e início de 2012, passei um dos períodos mais solitários da minha vida. E foi nesse período que minha saúde mental piorou. Ao ter meu primeiro contato com a pornografia gay, me dei conta de que por mais que tentasse, era impossível mudar a minha natureza. Ou seja, eu era gay e teria que me conformar. Porém, logo me dei conta de que ser gay não seria fácil. Além de ter a certeza de que jamais poderia me assumir por conta da religião da minha família, me dei conta de que o meio gay tem um gosto em que não me encaixava: homens brancos, musculosos e bonitos. Exatamente o contrário do que sou.
Quando comecei a faculdade, felizmente encontrei um ambiente diferente de tudo que até então tinha experimentado. Mantendo minha sexualidade escondida, fiz amizades, fui respeitado, saí, me diverti. Porém, faltava algo. Nunca havia namorado. Sequer tinha ficado com alguém. Estava eu com 23 anos sem sequer saber o que era tocar em uma pessoa. Até que, por influencia de amigos, cometi um dos piores erros da minha vida. Tentei namorar uma amiga, a única pessoa que, até então, demonstrou abertamente ter gostado de mim como homem. Meu desespero em me sentir uma pessoa normal falou mais alto, e eu investi nesse relacionamento desde o princípio fadado ao fracasso. Foi nela em quem dei meu primeiro beijo. Mas foi só isso. Embora eu tentasse, não sentia atração sexual por ela. Por mais carinhosa que fosse, eu sabia que não era aquilo que eu queria pra mim. Mas eu não poderia dizer porque tinha vergonha e medo demais para assumir que era gay. Até que um dia, tivemos uma discussão por conta de um amigo que ela não gostava e nossa tentativa de ficada acabou poucos meses depois. Pelo menos eu saí da faculdade tendo beijado na boca. Mas ainda virgem. Aos 25 anos...
O tempo passa. Me limito a saciar minha sexualidade com pornografia e masturbação. Mas só quando dava, porque dividia o quarto com meu irmão. Em 2018 entro no mestrado. Pouco mais de um ano depois, começo a escrever minha dissertação, termino meu estágio numa boa empresa e agora tenho tempo de sobra pra ficar em casa. E foi aí que a coisa piorou mais ainda. Novamente solitário, vieram a ansiedade e os sintomas de depressão. Não tinha ânimo para nada, sentia apenas o desespero por viver uma vida de merda, sem emprego, fazendo algo que detestava, e sem nunca ter tido a oportunidade de ser quem eu realmente era. Até que, decido a finalmente viver minha sexualidade, criei uma conta em um app de encontros gay, o Grindr. Tentando ter minha primeira experiência sexual, já aos 27 anos, acabei dando de cara com outra realidade: a do preconceito no mundo gay. Sendo negro, pobre, magro e fora de qualquer ideal estético, só encontrei mais rejeição. Algumas poucas e raríssimas vezes, tive momentos de felicidade ao não ser bloqueado por alguns caras, a maioria desses apenas por causa do meu pênis, certamente a minha única qualidade reconhecida pelos gays. Por quatro meses, busquei me relacionar com alguém, sem nenhum êxito. Até que em 4 de março desse ano, tive a chance que mais queria. Perder a virgindade. Mas o que parecia bom, foi na verdade uma das piores sensações da minha vida. Ao chegar na casa do rapaz, que morava a uns 500m da minha casa, me foi dado apenas o direito de fazer sexo oral e receber o esperma dele. Migalhando um pouco de prazer, me arrisquei fazendo sexo sem camisinha com um cara que nunca tinha visto na vida. Não rolou beijo, não rolou conversa, não rolou carinho. Apenas tive 10 minutos de sexo e fui pra casa. Uma semana depois, conheci outro cara, de 38 anos, lindo. Definitivamente a melhor coisa que poderia acontecer. Quando nos encontramos, ele pegou na minha mão, conversou comigo e me deixou à vontade. E transamos. Ou melhor, tentamos. Dessa vez, a minha total inexperiência me brochou. Ele gozou, eu não. Aliás, também não gozei na minha primeira transa. Perguntei a esse cara se eu o tinha decepcionado, ele disse que não, que deu errado pelo nervosismo. Acreditei nisso. Até que um dia, ele me chamou para ir à casa dele, à noite. Por medo de dar errado de novo, e pra não gerar desconfiança em casa, não fui. E o cara que eu achei compreensivo, e o primeiro homem que beijei, aos 27 anos, passou a me ignorar. Semana passada, tive uma das piores crises de ansiedade que já senti. Chorei de domingo a sexta. Tentando me aproximar dele de novo, pedi sua ajuda. Disse que estava me sentindo mal. Perguntei a ele se ele tinha me achado realmente atraente, se ele sentiu tesão em mim. Ele disse que iria responder, que estava digitando e que mandaria a resposta quando pudesse. Até agora nenhuma resposta. Me senti rejeitado de novo. Mas nada está ruim que não possa piorar...
Continuando minha busca por viver minha sexualidade, encontro cada vez mais nãos. Quando inicio uma conversa enfiando foto, sou bloqueado. E nas situações em que a conversa passa do oi, todo interesse do outro lado acaba quando mostro meu rosto e meu corpo. Cada vez mais minha autoestima diminui. Me sinto um lixo. Desde janeiro faço academia, já ganhei peso (embora ainda magro), tenho cuidado da pele do rosto e já até adotei um penteado mais moderno, mas tudo que eu tento fazer para ser alguém atraente de nada adianta. Sou preterido por ser fora dos padrões. Me sinto feliz por saber que ao menos uma vez pude beijar e me relacionar com alguém. Mas a certeza de que dificilmente irei encontrar alguém com quem possa dividir bons momentos me entristece demais. Aos 28 anos, nunca namorei. Nunca soube o que é me apaixonar. Não sei o que é sair com um namorado. Não sei o que é ser amado. E por mais que eu tente ser bom nas outras áreas da minha, a solidão é dolorosa demais. Sinto vontade de morrer. Minha comunidade me rejeita.
Sou infeliz.
submitted by EuRoddy to desabafos [link] [comments]


2020.08.11 00:33 maluzinhagameprays um almoço homofobico pt 3

oi pela terceira vez luba,editores, gatas, papeloes, e leitor ;)
estou aqui para terminar a historia do " almoço homofobico ".
peço perdao pelo nome [email protected], mas é que a historia ia ser outra, so que resolvi contar desde o inicio e nao troquei o nome chat.
as historias nao serao muito grandes pois n consigo escrever por muito tmp, se n fico com dor de cabeça kkkkkkkkkkkkk
enfim,nos paramos na parte da foto,entao,boa historia a todos <3
a foto foi tirada pela a minha melhor amiga " carla ", mas eu nao sabia da existencia da foto ate o grande dia do almoço homofobico.
alguns meses se passaram, e no inicio de 2018, eu e a aninha comecamos a namorar.
eu ja estava com 15 anos, e ainda ao tinha coragem de me assumir como homosexual, mesmo namorando.
aninha havia se assumido como bissexual no final de 2017, ela foi super apoiada pela familia e amigos e etc.
um final de semana, algumas semanas de começarmos a namorar, minha mae fala que vamos almoçar na casa da minha avó e que eu podia levar uma amiga ou amigo.
falei para a aninha, convidei, ela e ela disse que poderia ir sim, pois amaria conhecer minha familia e que seria uma boa chance para eu me assumir.
nos fomos.minha mae foi buscar a aninha na casa dela e postamos uma foto no insta " indo p casa da vo com a amig.., quer dizer, namorada hahaha".
(isso foi um belo erro)
a carla foi perguntar o porque eu chamei a aninha e nao ela, falando que desde que eu tinha comecado a namorar eu tinha esquecido ela e talz.
depois que chegamos na casa da minha vó, a aninha foi se apresentar e coisas assim, e depois de uns 15 minutos fomos almoçar.
eu,sendo vegetariana desde pequenininha, nao comi muito, e minha mae tentando dar aquela de "mulher fitness ocupada e moderna " (suspeitosamente especifico), terminou de comer, pegou o celular, e viu uma mensagem, mais especificamente uma foto que a carla havia enviado e adivinha oque era?
EXATO
a foto minha e da aninha
minha mae S U R T O U
ela gritou, esperniou, chorou, quase bateu em mim mano
começou a chamar eu e a aninha de nojentas e todo aquele papo de "deus nao vai te aceitar " ou "voce vai p infern0"
eu tentava nao demostrar raiva, mas eu fui logo socorrida pelo resto da minha familia
minha vó, primos, tias e tios me defenderam, disseram que a unica nojenta ali era a minha mae e que quem iria p infern0 era ela e etc
acabou que, no final,minha mae se arrependeu e eu perdoei minha melhor amiga.pode parecer meio babaca da parte dela, mas ela realmente se arrependeu. hoje moro em paz com minha mae e o meu pai, e eu e a aninha continuamos nosso relacionamento. ;)
obrigada por lerem e se vcs quiserem eu coloco uns extras aqui no reddit sobro as historias ksks
obrigada turma,desculpem pelo tamanho pequenos dos textos anteriores <3
submitted by maluzinhagameprays to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.08 06:25 TeyfisLM Pequeno desabafo

salve só vim aqui fazer um pequeno desabafo pq não tenho muitos amigos que posso confiar para contar isso e ignorem os erros de pontuação, vou tentar fazer o melhor possivel mas vai estar errado crtz. Enfim, eu conheci uma garota em 2018 e viramos amigos e toda aquela historia e tal e em 2019 a gnt comecou a namorar. Ela me fazia muito feliz e era muito bom as nossas conversas o dia todo e presencialmente conversavamos, coisa de namorados tlgd ? Aí chegou o final de 2019 e ela termina comigo pq comecou a gostar de outro, sim do nada, fiquei triste pra um caralho mas blz vida q segue, e cometi o pior erro da minha vida que foi virar melhor amigo dela. Sofri pra um CARALHO mas gostava muito de conversar com ela e não queria parar de falar com ela, ela era a pessoa que mais me fazia feliz e a única garota com quem podia falar e conversar normalmente pois ja tinha perdido a timidade (sou tímido pra caralho). Aí tals ne, e hoje DO NADA ela me manda mensagem falando que quer que a gnt pare de falar e que eu fazia mal a ela que eu fazia chantagem emocional e eu não entendi nada, eu apenas concordei pq n podia fazer nada e fiquei hoje o dia todo pensando as coisas que eu não fiz por causa da minha timidade e as que fiz que sem querer tenha sido uma chantagem emocional, eu não tenho como saber mas suave, estou agora triste pra um caralho e ela ta postando story usando efeito. Como paro de ser esse fudido e tirar essa vontade diária de morrer ? Tudo dá errado nessa porra de vida, nasci surdo pra piorar e tenho que usar um aparelho auditivo que é melhor doq nada mas sou zuado constantemente pq meus unicos amigos são tudo de igreja e são aquele tipo lá "cristão só na igreja mesmo pq fora..." enfim, vai ta tudo fora de contexto nada ver mas foda-se to falando da boca pra fora e desculpas o incômodo. Boa noite =)
submitted by TeyfisLM to desabafos [link] [comments]


2020.08.08 00:13 cahzinea Sou babaca por convencer minha prima a terminar um namoro que eu arrumei?

Eai luba, editores, e pessoas aleatórias que estão lendo isso, essa história n é minha porem participei dela, e graças ao incentivo dela estou postando aq.
Bem essa história começou no final de 2018, a personagem principal dessa história é Rainara, eu e ela estávamos um dia no meu quarto falando baboseira quando mandei uma mensagem para o meu amigo Carls (que é o meu vizinho,ou seja, consigo ver a janela dele do meu quarto) então pedi pro corno mostrar a cara, até q Rainara que bate bem da cabeça ameaçou tacar um ovo na casa dele, bem parece que isso conquistou o coração de Carls pq ele pediu o número dela.
Bem se passou um ou dois meses n lembro direito e ele pediu ela em namoro por um jogo online, acontece que os pais de Rainara são muito rígidos e não deixam ela namorar, então acabou sendo escondido, eles só se viam quando íamos buscar o irmão de Barls (outra prima nossa) na escola, bem acabou que os pais descobriram e proibiram ela até perdeu o celular por uma semana, bem mesmo assim ela insistiu, eu lembro q no começo todos do grupinho gostavam do casal e tals.
Bem vamos para o primeiro termino deles, bem como moramos juntas ela apareceu aqui e pediu ajuda para terminar com ele pois não estava sentindo mais nada por ele, além dele fazer pressão psicológica para Rainara conversar com os pais e pq ele rebaixava ela, Rainara é uma pessoa insegura e n gosta de ter briga com ninguém, então a parte dela acabou sendo bem calma, porem no meio do termino ele virou um nice guy, falando que a culpa era toda dela, que ela n fazia nada pela relação, que ela nunca iria achar alguém melhor q ele, e soltou uma pérola maravilhosa que foi a frase –“Sua mente tem medo, seu coração me ama, escolha o seu coração”- bem no dia foi isso como eu e Carls estudamos na mesma escola achei que ele estaria muito mal no dia seguinte, porem ele apareceu como se nada tivesse acontecido e de acordo com a minha amiga ele falou pra ela q eles apenas haviam brigado e que já estavam bem. Quando eu cheguei da escola falei isso pra ela, e vamos para o segundo termino, dessa vez foi em chamada de voz enquanto eu estava la só ouvindo, e no meio dessa novo termino eu conheci um novo lado do Carls que nunca havia visto, ele estava praticamente gritando, culpando ela e agindo de maneira estupida, e no final ele exigiu que ele fosse la em casa para terminar cara a cara e que se ela n deixasse ele ir de tarde ele iria de noite no momento que os pais dela estariam em casa, eu acho que essa exigência foi somente pra tentar convencer ela porem n deu certo.
Agora vamos para o ponto principal da história eu ninja como sou descobri que eles haviam voltado DE NOVO e como eu sabia que esse namoro não fazia bem para ela por conta dele ser um babaca, fui conversar e tentar convencer ela a acabar com isso, nesse dia tive uma conversa séria com ela a esse ponto todo mundo do grupinho já sabia q eles tinham voltado e todo mundo foi contra, bem demos avisos mais n forçamos nada, pois a vida é dela, porém ainda ficamos de olho. Umas semanas depois ela me chamou de novo e falou que n aguentava mais a pressão que ele fazia sobre ela (coisa q ele falou que iria mudar), ela me mostrou várias conversas que mostrava o quão toxico e possessivo ele era, a ponto dela não poder falar sobre nenhum amigo, além dele falar que ela n era grande coisa, que se fosse por corpo ele nunca ficaria com ela (sendo q ele nem é lá essas coisas) e falava várias outras coisas que deixavam ela com baixa autoestima, ai eu falei muitas coisas pra ela, que era para terminar pois isso não era saudável e dessa vez ela pediu para eu terminar, ou seja, eu fiz um texto até que calmo para a situação, no começo ele falou que já que era assim ele n ia insistir, porem depois de alguns minutos conversando ele começou a implorar muito. No final ela acabou bloqueando ele porem o Carls foi procurar ela no facebook e no final eles acabaram voltando de novo porem terminaram depois de uma semana, o infeliz ainda foi mandar mensagem para eu pedir para a Rainara desbloquear ele, além de ir na frente da escola dela pra eles conversarem oq n aconteceu. Esses dias ele foi tentar conversar com ela no discord e acabou em block.
Essa é a história e as vezes me sinto um pouco culpada por ter passado o número dela. Vocês acham que eu fui babaca por ter meio que forçado ela a terminar?
submitted by cahzinea to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.06 06:08 denesfernando Sou Babaca Por Querer Que O Namorado Da Minha Amiga Não Passe Mais A Quarentena Aqui E Volte Pra Casa Dele?

Olá Luba, editores, gatas e Turma. Essa história que vou compartilhar aqui é recente, ainda estou tratando em terapia, mas ela começa um pouquinho lá atrás.
Um ""pouco"" de background para situar a todos de onde tudo isso começou.
Em 2013 comecei namorar um cara que vou chamar de Karen, por ele ser muito, mas muito CUSÃO (inclusive, ele se parece muito com você Luba e por vocês serem tão idênticos, eu passei um bom tempo sem assistir o canal, pois não conseguia te ver sem lembrar dele). Mas, enfim, em 2015 ele e o grupo da faculdade dele decidiram morar todos juntos em uma casa perto da faculdade, pois estava exaustivo para todos trabalharem em pontos distintos da cidade (São Paulo, para se alguém quiser se situar).
Então, em janeiro de 2016, eles se mudaram e eu ia para lá aos fins de semana, até que acabei me mudando para a casa em Junho do mesmo ano, no dia do meu aniversário.
Pois bem, foi uma fase horrível da minha vida por causa do meu ex, terminamos em maio de 2017 e tive que sair da casa. Esse meu ex era um abusador, um aproveitador, a pior pessoa que eu poderia ter conhecido na minha vida. Os abusos psicológicos que ele cometeu comigo, afetaram totalmente minha confiança e em como eu viria a me relacionar com outros caras, fora as crises de ansiedade que eu arrasto até hoje.
Mas então, eu fiquei amigo dos amigos dele da faculdade e em especial da Karls que virou minha melhor amiga.
Em 2017 eles terminaram a faculdade e em 2018 o contrato da casa venceu e eles finalmente poderiam se mudar, áquela altura ninguém suportava mais olhar pra cara do Karen.
Então, foi nesse momento, que a Karls e o Akarls me chamaram para vir morar com eles numa nova casa. Sem o Karen. E hoje nós três vivemos como uma família feliz com os nossos pets.
2019
Eu conheci um cara, eu vou chamar ele de Lars.
Lars e eu começamos a trocar mensagens, se conhecer, nos aproximarmos. Até então, antes dele, todos os outros caras que eu acabei ficando, não davam certo, (tem muito gay problemático nessa cidade). Mas Lars foi diferente, conforme nos conhecíamos, ele ia transpondo todas as muralhas que eu usava como defesa, pois meu maior medo seria voltar para um relacionamento abusivo, tóxico e doentio.
Com o Lars eu fui bem devagar, realmente queria conhecer ele, pra ver se o que eu estava sentindo era o certo e se ele não iria me fazer mal.
Nesse tempo conhecendo ele, eu desabafava com Karls todas as minhas inseguranças, pois ela tinha vivido todo o meu drama com o meu ex, ela sabia dos meus medos, receios, inseguranças em me relacionar com alguém e ela me dava todo o apoio, pra poder voltar a acreditar e saber que nem todo mundo é igual o Karen, que na verdade eu dei azar com o Karen, mas que não seria assim de novo.
Depois de tantos embates sobre minhas agruras eu acabei me desarmando e me permiti começar algo com o Lars.
Um mês e meio depois, finalmente decidi trazer ele em casa, para conhecer meus amigos e 😏.
Então, foi nesse fim de semana de novembro de 2019 que coisas aconteceram.
Depois de ficarmos, acabei aceitando os meus sentimentos por ele, pensei que depois de tanto tempo solteiro, passando por aventuras fracassadas com pessoas que não se encaixavam, onde a química só proporcionava uma reação inicial. Ali estava talvez o momento de poder compartilhar momentos com alguém.
Mas aquele início de sonho desmoronou muito rápido. No domingo quando ele estava pra sair para trabalhar, Lars me contou que iria para o Beto Carrero com um amigo. Fui pego de surpresa, pois ele não havia mencionado nada nas nossas conversas durante a semana.
Na época, Lars trabalhava como bartender numa cafeteria e reclamava de trabalhar muito, não ter finais de semana livres e só folgar nas segundas-feiras.
Como não tínhamos oficializado nada, nossa primeira vez foi na noite anterior e o fato de estar disposto a querer começar a construir uma relação tinha sido algo que eu havia arrazoado no meu coração, achei absurdo demais eu questionar porque ele não tinha me falado nada antes.
Tudo bem, ele iria no Beto Carrero com um amigo, logo após sair da cafeteria. Pegaria o ônibus na estação do Tietê no domingo a noite, passaria o dia no parque, já que a folga seria na segunda, e na segunda a noite ele voltaria e iria trabalhar na terça-feira de manhã. Eu, pelo menos, imaginei que seria assim.
Na segunda-feira, eu fui trabalhar normal, vi as fotos dele no Beto Carrero, os stories no Instagram aparentemente nada de estranho, mas a primeira coisa que me chamou a atenção foi o fato dele não ter postado um único story com o amigo, mas até aí, se eu encucasse com isso, seria uma atitude tóxica e eu não queria isso. Numa relação deve existir confiança.
Nós não nos falamos o dia inteiro, pois eu não iria ficar o importunando num passeio como aquele, que ele aproveitasse o máximo possível. Foi quando às 18:00 eu resolvi mandar uma mensagem para ele, já que eu estava saindo do trabalho.
A mensagem era mandando um "oi" e desejando que ele tivesse se divertido bastante e fizesse uma viagem tranquila de volta.
Foi quando ele me respondeu que não voltaria aquela noite, que ele iria para Balneário Camboriú com o amigo passear de barco. Eu fiquei completamente sem reação, foi um choque. Ele só reclamava de como o trabalho explorava ele, não era flexível e do nada, de uma viagem totalmente espontânea que aconteceu aleatoriamente pra aproveitar um dia de folga num bate e volta, surgiu uma folga no dia seguinte.
Eu não tive como não ser arrastado de volta para os tempos do Karen, onde eu fui trouxa por anos, onde ele matava aula pra transar na escada da faculdade, dizia que ficava até mais tarde no serviço pra não pegar trânsito, mas na verdade ia para dates furtivos de apps de pegação (inclusive tenho uma história ótima com relação a isso da época do Karen), enfim, meu cérebro e meu coração ligaram o sinal vermelho, as sirenes começaram a zunir no meu ouvido, a última coisa que eu queria era ser enganado como fui na minha última relação.
Voltando, Lars não falou mais nada depois disso, fui pra casa naquele dia. Na terça-feira de manhã, outro sinal de alerta, não tinha nenhuma mensagem no celular. Isso poderia ser irrelevante, se a gente não tivesse passado o último mês e meio, trocando várias mensagens e memes da hora que acordava até a hora de dormir. Me senti mal, a conversa tinha morrido da noite para o dia, fiquei angustiado, pois eu estava começando a gostar dele e aquilo mudou da noite para o dia.
Terça-feira se foi, ele em Balneário Camboriú, fotos e stories no Instagram se seguiram e nada desse amigo misterioso.
Finalmente, a noite ele estava voltando e mandou uma mensagem dizendo que estava exausto, mas estava voltando. Nesse momento, minha mente já tinha formulado mil e uma histórias, mas resolvi ser prudente, apesar da angustia que estava sentindo.
Foi difícil dormir aquela noite, na manhã seguinte, ele mandou uma mensagem dizendo que havia chegado, estava exausto, mas estava indo trabalhar.
Nossa conversa, já não era a mesma, algo tinha mudado, as palavras ou a ausência delas são um termômetro para o coração, escrever para outra pessoa é um ato de conexão e o nosso elo havia se rompido.
Foi quando resolvi confrontá-lo.
Segue abaixo a conversa no whatsapp:
[28/11 11:56] Denes: Desculpa, Lars.
[28/11 11:56] Denes: Eu não sei de fato o que aconteceu
[28/11 11:56] Lars: Pelo o que ?
[28/11 11:56] Denes: mas desde terça que eu sinto que nossa conversa morreu
[28/11 11:56] Lars: :(
[28/11 11:56] Lars: Eu que peço desculpas
[28/11 11:57] Denes: se vc puder me dar uma luz
[28/11 11:57] Lars: Questão de conversa tbm não sei ... :(
[28/11 11:58] Lars: Não quero ser cuzao contigo
[28/11 11:58] Denes: me diz o que tá acontecendo
[28/11 11:59] Lars: Gosto olhando no olho
[28/11 11:59] Lars: Gosto de vc
[28/11 11:59] Denes: talvez não haja olho no olho se eu não entender o que está acontecendo
[28/11 12:00] Denes: eu tb descobri que estou gostando de vc
[28/11 12:00] Denes: descobri de uma maneira bem ruim
[28/11 12:00] Denes: só quero que vc me diga
[28/11 12:00] Denes: sem medo
[28/11 12:02] Lars: Eu recebi uma ligação de alguém antes de viajar que me deixou balanceado
[28/11 12:02] Denes: prossiga
[28/11 12:02] Lars: Não gosto da ideia por aqui
[28/11 12:03] Lars: Mas tá bom ...
[28/11 12:03] Denes: por favor, agora que começou, não pare
[28/11 12:03] Lars: Pouco antes de conhecer vc eu tinha acabado um relacionamento ...
[28/11 12:03] Denes: hum
[28/11 12:04] Lars: E tipo ainda algo que me deixa balançado e tal ...
[28/11 12:05] Denes: entendi
[28/11 12:05] Denes: ah...
[28/11 12:05] Lars: E tipo não quero mentir pra vc
[28/11 12:05] Lars: Nem ser um cuzao contigo me entende
[28/11 12:05] Lars: Quero ser sincero sempre
[28/11 12:05] Lars: Não só com vc mas comigo mesmo
[28/11 12:06] Denes: então, o livro de Harry Potter que está com vc, foi um presente de um amigo meu que faleceu esse ano, será que posso pegar com vc na catraca amanhã da Santos Imigrantes
[28/11 12:06] Lars: Sim ... Claro ... Mas queria conversar mais com vc pessoalmente
[28/11 12:06] Lars: Se não se importar
[28/11 12:07] Lars: Tenho um presente pra vc
[28/11 12:07] Denes: eu vou me importar
[28/11 12:07] Denes: por favor, sem presentes
[28/11 12:07] Lars: Tudo bem :(
[28/11 12:09] Denes: amanhã as 8:30 te encontro na Catraca
[28/11 12:09] Lars: :( eu lhe entendo sabe ... Mas confesso que gosto de vc e queria que vc permanecesse na minha vida independente de qualquer coisa
[28/11 12:09] Denes: não será possível
[28/11 12:09] Lars: Tudo bem eu entendo vc ... :(
[28/11 12:09] Lars: Me desculpa
[28/11 12:10] Denes: te encontro amanhã na catraca sem falta
[28/11 12:21] Lars: Hj vc sai que horas do trabalho?
[28/11 12:24] Denes: Desculpa, Lars. Mas eu só pretendo te encontrar para pegar o meu livro. Não, temos nada para conversar. Você não me deve satisfações, justificativas ou esclarecimentos. Apenas o meu respeito. Mas, mesmo assim. Esse ponto final precisa ser colocado.
[28/11 12:25] Lars: Tudo bem eu entendo e respeito vc ... Falei de hj pq posso te entregar hj o livro
[28/11 12:25] Lars: Ele está comigo aqui no trabalho
[28/11 12:26] Denes: Eu saio às 18:00
[28/11 12:26] Lars: Posso te entregar hj o mesmo horário ... Na estação melhor pra vc
[28/11 12:27] Denes: Que horas na Santos Imigrantes vc vai passar por lá?
[28/11 12:27] Lars: Umas 19h a 19:30
[28/11 12:28] Lars: Mas espero a sua hora
[28/11 12:28] Denes: Okay, as 19:00 estarei lá
[28/11 12:28] Denes: Se chegar antes estarei sentado em algum dos bancos da plataforma
[28/11 12:29] Lars: Tá bom
[28/11 12:29] Lars: Sei o que vc vai falar ... Mas desculpas :(
Quando ele falou dessa ligação do ex e ficou balançado, eu senti uma enxurrada de sentimentos negativos, o tsunami de chorume que eram as mentiras do Karen voltando a tona. Todas as desculpas esfarrapadas, parecia que eu estava vivendo tudo outra vez.
Eu estava cego, na gana de não querer cometer os mesmos erros do passado, acabei sendo seco, duro e intolerante, condenando um pelos erros de outro.
Eu já tinha sentenciado dentro de mim que aquela viagem foi algo que ele tinha programado com o ex e que tinha ido com ele e que eles tinham se acertado e que ele queria me manter como step se nada desse certo. Enfim…
Nesse mesmo dia, fui buscar o meu livro (um fato curioso, esse livro que foi presente de um amigo que veio a falecer em 2019, foi um presente pra me lembrar o quanto eu sou uma pessoa corajosa, era a edição de 20 anos da Pedra Filosofal nas cores da Grifinória e dentro ele escreveu a famosa frase da Luna "As coisas que perdemos sempre acabam voltando para nós. Mas nem sempre na forma em que pensamos." https://imgur.com/a/ebJFd2U
Ironicamente, quando paro pra olhar isso em particular, penso na grande ironia de tudo.
Eu cheguei antes na estação, fiquei esperando, sentado num banco na plataforma, vendo vários trens passando, várias pessoas descendo na estação vindo depois de mais um dia de trabalho. A minha ansiedade estava a mil, eu queria chorar, estava angustiado com tudo aquilo, pior, sem entender como "tinha cometido" o mesmo erro outra vez.
Ele chegou uns 15 minutos depois, estava com o livro na mão, eu peguei o livro e então ele me estendeu os braços pedindo um abraço, fiz com ele o que eu devia ter feito com o Karen, olhei para ele com a minha pior cara de desgosto e nojo e falei "Adeus", virei as costas e deixei ele lá.
Hoje, não me orgulho do que eu fiz, sinto vergonha quando penso, mas para que vocês entendam aquele gesto, mesmo ele não sabendo, era algo traumatizante, no término com o Karen, quando coloquei minhas malas e meus livros no táxi, ele chegou até mim e na maior cara de pau, na sua maior interpretação pra burguês ver, ele me pediu um abraço e o trouxa aqui cedeu esse abraço, então ele sussurrou no meu ouvido "Sou eternamente grato por tudo o que a gente viveu e você vai sempre poder contar comigo para o que você precisar" e quando eu precisei o que eu ouvi? "Não tenho obrigação nenhuma de te ajudar."
Quando eu saí da estação, bloqueei o Lars em todas as redes sociais, Facebook, Instagram, Whatsapp e até o número dele pra ele não me mandar SMS ou ligar. Não queria nunca mais ouvir falar dele pelo resto da minha vida.
Alguns dias se passaram e a Karls me contou que Lars havia mandado mensagem para ela no Instagram dizendo que estava preocupado comigo, queria falar comigo e eu irredutível falei que nunca mais queria saber nada a respeito dele.
Então ali eu tinha colocado uma pedra em cima desse assunto, vida que segue.
Dezembro de 2019
Karls é uma garota muito linda, mas em todos esses anos de amizade ela só se envolvia com os piores caras do Tinder, uma fase da vida dela que fazemos piada, mas que se você olhar atentamente, era bem triste.
Ela tinha o sonho de conhecer um cara bacana, compartilhar momentos, viver toda aquela fantasia de namoro, dormir abraçada, assistir anime, cantar músicas da Disney e cozinhar todos os pratos possíveis de todos os programas de culinária que existem no mundo.
Depois de anos, esse cara apareceu. Vamos chamá-lo de Darls.
Darls é um cara super carismático, que faz amizade por onde ele passa, falador, contador de piada, solicito, uma pessoa que todo mundo iria adorar ter como amigo.
JANEIRO 2020
Parecia que Darls sempre esteve nas nossas vidas, Akarls e eu o recebemos de braços abertos, pois víamos o quanto ele fazia Karls feliz.
Logo ele começou me pedir dicas e mais dicas de coisas que fariam a Karls feliz e nesses 5 anos de amizade eu era a pessoa que mais sabia de tudo o que a Karls gostava.
FEVEREIRO 2020
Eles oficializaram o namoro, (meio rápido, mas…), então ela entrou numa tour para conhecer todas os amigos dele, pois ele queria apresentar a namorada para as pessoas importantes na vida dele.
Darls mora a 35km de distância, num bairro distante, 2 horas de viagem no mínimo, mas ele sempre estava vindo passar mais tempo aqui.
MARÇO 2020
Pandemia chegou, isolamento social foi instaurado, pessoas em casa. Eu sou editor de vídeo, então estou trabalhando em casa desde que esse inferno começou. E quem acabou vindo para cá, também? Exatamente, Darls.
A companhia dele era agradável, e por vermos Karls feliz, nada objetamos, aceitamos naturalmente a estadia dele aqui. Mesmo que nunca tenhamos conversado isso entre nós, foi natural olharmos para a felicidade dela.
ABRIL 2020
Um mês de quarentena, eu sou uma pessoa ansiosa. Solteiro que passou da barreira dos 30, já havia sentenciado que não conheceria ninguém e morreria só, pois já estava sem esperança de conhecer alguém em um mundo sem um vírus mortal, imagina em um mundo onde estar perto 2 metros de alguém pode ser sua sentença de morte.
Eu comecei entrar numa crise terrível, comecei trabalhar demais, a fazer 12 horas de trabalho por dia e no meu tempo vago eu comecei a assistir todos os filmes e curtas gays já foram produzidos no mundo. E nisso, fiz a burrada de assistir um filme que superestimei por anos.
Brokeback Mountain.
'O que eu fiz da minha vida?'
Eu fiquei tão mal, mas tão mal, que naquela noite eu fui dormir chorando e os dias que se seguiram eu tive tanto remorso pelo final daquele filme, que certo dia eu comecei chorar na frente da Karls e do Darls enquanto a gente almoçava.
No final de abril, meu tio implorou que eu fosse na casa dele, pois estava tendo um problema entre minha mãe e minha irmã e ele estava preocupado da minha mãe acabar se metendo em um avião e vindo pra São Paulo no meio de uma pandemia. Fui, como se eu já não estivesse colapsando, ainda tinha que resolver o problema de outras pessoas.
Naquela semana, eu assisti um vídeo, tenho 80% de certeza que foi no LubaTV os outros 20% acho que foi no canal do Henry Bugalho, que falava sobre perdão, algo do tipo "se não perdoamos, do que adianta pedirmos desculpas" e eu já estava muito reflexivo.
De noite, eu estava no apartamento do meu tio, quando recebi uma notificação de que alguém tinha me seguido no Twitter.
Abri a notificação e vi que era o Lars me seguindo quase 6 meses depois. Ele não tinha twitter e tinha criado uma conta por causa da quarentena.
Minha primeira reação foi bloquear ele, mas aí bateu aquele turbilhão de coisas acumuladas nessa quarentena. O final de Brokeback Mountain, a fala sobre perdão e um detalhe sobre o Lars que pesou muito, ele tem diabetes, acho que é um tipo raro, ele desenvolveu super novo, ele toma dois tipos de insulina, ele é grupo do risco.
Sentei no sofá e me perguntei, 'o que ele queria depois de todos esses meses? Ele não entendeu o meu "Adeus"?'
Pois, bem. Fui até o Instagram, desbloqueei ele e mandei a seguinte mensagem:
"O que você quer?"
Ele levou uma meia hora pra me responder, o 'digitando…' parecia eterno.
Resumindo, ele falou que se importava muito comigo, que eu marquei a vida dele, que nunca quis se distanciar de mim, que jamais foi a intenção me magoar com o que quer que tenha acontecido e que nunca dei a oportunidade dele se explicar.
E eu respondi, que não importava o que ele tivesse para me dizer, não ia mudar a opinião que eu tinha sobre ele.
Ledo engano, meus caros.
Fui dormir às 4 da manhã, tirei tudo de dentro de mim, tudo o que eu inventei na minha cabeça. Porque no meu relacionamento anterior eu ouvi tantas mentiras, que acabei jurando que qualquer um iria mentir para mim, era o único referencial que eu tinha.
Só para que vocês saibam, era realmente um amigo, as fotos que ele tirou junto com o amigo no Beto Carrero, foram todas no celular do amigo a folga da Terça-feira, o chefe dele estava devendo uma folga para ele e como ele não iria poder tirar essa folga a mais do que as que estavam previstas para Dezembro, o chefe deu a folga pra ele na terça para que ele aproveitasse mais um dia de viagem. E sim, o ex dele ligou, ele ficou balançado, pois eles tinham tido uma história recém terminada, mas ele me contou, primeiro porque eu insisti, mas também porque ele não queria mentir pra mim, já que eu tinha todo esse problema com mentiras, então ele queria ser honesto comigo desde o início e que nunca foi a intenção dele voltar com o ex, tanto que ele não voltou, ele queria estar comigo, e que mesmo tendo passado todo aquele tempo ele nunca tinha me esquecido e não tinha desistido de mim.
Eu falei para ele que não sabia como reagir a tudo aquilo, disse que não sabia se seria capaz de confiar nele. E que ele não tivesse esperança, mas que eu iria refletir sobre tudo aquilo.
Então eu voltei pra casa e compartilhei a história com Karls e Darls.
Karls ficou meio com o pé atrás, mas Darls me apontou os erros que eu cometi, me fez enxergar o quanto eu tinha exagerado pelo medo e desconfiança que eu tinha, que não tinha nada a ver com Lars e minha ficha caiu.
Agora, tudo o que me restava era o meu orgulho, eu precisava passar por cima disso.
Voltei a conversar com Lars, aos poucos, foi difícil no início, mas ele foi muito tolerante, eu expliquei que não estava sendo fácil voltar a conversar com ele, mas que compreendi que muito daquela situação era culpa minha.
Ele começou a me mandar mensagens de manhã e a noite, de bom dia e boa noite e esporadicamente algum meme. Foram duas semanas conversando quando houve a necessidade da gente se ver. Eu não sabia como iria reagir.
Sim, ele viria aqui em casa no meio de uma quarentena, mas antes que cresça os julgamentos, moramos próximo um do outro, ele viria a pé, sem pegar nenhuma condução e num horário de pouco fluxo.
MAIO 2020
Então comuniquei que ele viria aqui em casa para Karls, Akarls e Darls. Aparentemente, achei que todos tinham recebido a notícia de bom grado.
Ele veio, a primeira coisa que ele fez foi ir para o banheiro tomar banho, com Covid não se brinca. Depois, sentamos e conversamos, e mais uma vez, eu falei tudo de novo, dessa vez olhando no olho, colocando tudo a limpo, uma conversa franca, contei de todas as impressões que eu tive de tudo o que aconteceu, como a narrativa se construiu na minha cabeça e porque agi da maneira que agi.
Em contra partida, ele disse que estava tudo bem, disse que ficou muito chateado, mas os amigos dele conversaram com ele dizendo que tinha um motivo para eu agir como eu tinha agido. Ele me falou que nunca me esqueceu e queria ter uma oportunidade de conversar comigo e esclarecer as coisas, pois sabia que tudo tinha sido um grande mal entendido. Ele falou que mandou várias mensagens para a Karls, mas não obteve resposta. E quando ele me mandou o convite no Twitter, ele disse que seria a sua última tentativa de se aproximar de mim, se não desse certo, ele mesmo desistiria de tudo.
Ele passou três dias aqui em casa, eu não me abri tanto com ele com relação a isso, mas eu senti muito remorso por como as coisas aconteceram por minha causa.
Outra coisa, lembra na mensagem, quando ele falou que tinha um presente para me dar e eu falei que não queria? Ele trouxe o presente, ele guardou o presente todo esse tempo e disse que toda vez que via o presente, ele lembrava de tudo o que a gente viveu e a coisa que ele mais queria era me dar esse presente, que ironicamente ele comprou na viagem para o Beto Carrero.
Era um funko do Harry Potter, já que eu amo muito Harry Potter. (Não, não sou transfóbico, eu amo Harry Potter desde 2000). http://imgur.com/gallery/cah0Ry7
Ele voltou pra casa dele. Continuamos a nos falar, reatar laços, ter essa troca.
Compartilhei minhas impressões com Karls e Darls, eu estava relutante, desacreditado. As pessoas subestimam relacionamentos abusivos, mas a gente carrega coisas por anos, os estragos são terríveis, estava eu provavelmente estragando uma oportunidade de ser feliz por medo de ser feliz.
As coisas foram devagar, estávamos conversando de nossas rotinas na quarentena, ele o quanto sentia falta do trabalho e não aguentava mais assistir séries e eu o quanto estava trabalhando e engordando, já que editor de vídeo trabalha em casa, praticamos isolamento social antes disso "estar na moda" (✌️ salve editores do canal, eu juro que tô escrevendo essa história que já passa de 4 mil palavras, pensando se realmente o Luba lerá essa história na Turma-Feira, fico imaginando no trabalhão que vocês vão ter pra editar, se eu puder pedir, posta a Timeline pra eu ver como ficou no final, curto muito timelines [Sim, pra quem não entende, isso é meio creep]).
JUNHO 2020
Lars voltou, veio para estar comigo no meu aniversário, inclusive ele me presenteou com Find Me do André Aciman, ele disse que queria me dar a muito tempo, pois em novembro do ano passado eu estava lendo Call me by your name e eu estava namorando pra comprar o livro quando fosse lançado, mas não deu nem tempo dele poder comprar na época.
No meu aniversário, resolvi cozinhar para comemorar, fazer escondidinho de frango. Eu estava de folga e queria fazer algo especial para Karls, Darls, Akarls e Lars. Eu passei a tarde e começo da noite cozinhando e Lars me ajudando.
Então, aconteceu o estopim de todo o caos.
Karls e Darls desceram e viram que o escondidinho não estava pronta ainda, ela fechou a cara e disse "Nossa, ainda não está pronto?". Depois eles fizeram um sanduíche e comeram e subiram, bastou aquilo pra me entristecer, até entendo que ela poderia estar com fome, mas ela bater porta de armário e a porta da geladeira acabou todo o meu ânimo, me senti super mal.
Comi aquele escondidinho triste, o clima na mesa estava tenso e na boa o que era pra ser uma comemoração no que eu acreditava ser entre família, foi a porcaria de um jantar de aniversário que eu perdi tempo fazendo.
Lars voltou pra casa dele, continuamos nos falando e estreitando os laços, aproveitando a companhia um do outro, e finalmente no meio de toda essa situação de merda que estamos vivendo no planeta, senti uma esperança de que talvez tudo daria certo, pelo menos uma vez.
Mais uma vez, ele veio passar o fim de semana aqui em casa, e foi divertido, assistimos filme, contamos piadas e o melhor, eu estava podendo dormir abraçado com ele, por a cabeça no travesseiro e não me sentir só.
JULHO 2020
O mês do caos, eu odeio Julho, por tantos motivos, sério. Eu tenho inúmeras histórias de desgraças nesse mês que PQP (Gif da Xuxa).
Lars me mandou mensagem dizendo que ele teve uma briga terrível com o sobrinho dele, na briga eles só faltaram sair na porrada, ele falou que estava mal por estar na casa da irmã dele e por toda essa indisposição com o sobrinho que tem 18 anos e é um completo folgado. Ele disse que iria procurar um lugar pra ficar, mas até lá, ele perguntou se poderia ficar aqui até encontrar esse lugar.
E como eu já fui colocado pra fora de casa pelo meu tio e me vi sozinho, eu sei o quanto é importante ter alguém pra estender uma mão amiga nessa hora.
Eu respondi que sim, mas que ia comunicar o Karls e o Akarls. Expliquei a situação Lars e eles falaram que tudo bem.
A Karls começou a fazer um freela permanente em um grande estúdio aqui de SP, então ela já não estava ficando em casa e quando estava, ficava a maior parte do tempo com o Darls, que ficou aqui em casa, mesmo ela trabalhando regularmente, já que as coisas estão flexibilizadas por aqui.
A princípio, Lars ficaria aqui até dia 10, ele tinha acertado de ir morar com um pessoal que ele achou num grupo do Facebook, mas o lugar onde esse pessoal ia morar não deu certo, pelo o que ele me contou, foi lance com a Porto Seguro, ele ficou decepcionado, porque os meninos eram legais. Então, ele voltou para a busca de encontrar um lugar pra ficar, eu inocente disse que ele poderia ficar o tempo que precisasse.
Interiormente, eu queria me redimir por toda a injustiça que foi o nosso início, queria fazer certo dessa vez, pois ele estava sendo bom pra mim e eu nunca tinha tido isso, esse convívio.
Enquanto ele estava aqui, comecei a ter companhia para o almoço, passei a comer direito, já que ele é obrigado a comer certo por causa da diabetes, eu estava até me alimentando nos horários certos. As noites assistíamos séries abraçados, até a hora de dormir. Parecia um oasis no meio de todo esse inferno que estamos vivendo, por um único instante eu esqueci de tudo de ruim.
Nesse período, ele estava procurando vários quartos, mas só encontrava cativeiros sendo alugados por mercenários.
Conforme o mês ia passando, Karls estava bem estressada com tudo e quando estava todo mundo na cozinha, ela parecia evitar querer falar com ele. No início, eu pensei que fosse TPM ou alguma coisa em particular dela com Darls.
Mas eu tive certeza que era alguma coisa com o Lars, no dia que estávamos jantando e ela veio informar que o botijão de gás tinha acabado e ela tinha comprado um novo, mas ela insinuou que estávamos cozinhando demais. Eu fiquei, sem reação, pois não esperava por aquilo, como eu falei, ela e o Darls estavam fazendo todas as receitas que existiam na internet, como que o Lars 10 dia aqui era a causa do botijão ter acabado?
Então aquilo começou a ficar espinhoso e o meu erro foi não ter confrontado. Eu comecei a me sentir acuado com o Lars e não sabia o que fazer, ele já estava numa puta situação frágil por ter saído da casa da irmã por indisposição com o sobrinho e a coisa que eu mais queria era que ele se sentisse confortável na minha própria casa.
No meio de tudo isso, ele voltou a trabalhar e eu passei a acordar cedo junto com ele, pra tomar café e abrir o portão pra ele poder sair, num desses dias, eu levantei e fui no banheiro e enquanto eu usava, a Karls bateu na porta perguntando quem é que estava lá dentro de uma maneira meio ríspida, no caso era eu, mas o Lars viu a situação toda, ele não me falou, mas eu reparei que ele parou de tomar banho de manhã antes do trabalho. Dizia ele que o banho da noite era suficiente.
Depois, ele parou de tomar café da manhã, disse que tomaria café na cafeteria que ele trabalha.
A próxima coisa que aconteceu foi um dia que eu estava na cozinha e fui informado que Karls e Akarls decidiram que não iríamos mais fazer as compras de mercado juntos. E que só manteríamos os produtos de limpeza e higiene e que o resto era cada um por si.
Confesso, que na hora não compreendi o que estava acontecendo, eu estava muito desligado, na verdade não acreditava que os meus amigos estavam me excluindo por causa do Lars, eu estava sendo ingênuo, pois não imaginaria que aquilo estava acontecendo.
No meio desse caos todo, Lars, virou pra mim e disse que a irmã dele pediu que ele fosse na casa dela. Então ele iria direto do trabalho e dormiria lá no sábado para o domingo, já que estaria de folga e voltaria pra cá no domingo a noite.
Só que ele não voltou, ele disse que a irmã dele pediu para que ele dormisse lá mais uma noite. Pensei, okay, ele vem então amanhã direto do trabalho pra cá, mas aí ele não veio na segunda, foi quando o peso de tudo bateu.
A essa altura eu já estava angustiado com tudo aquilo e direcionei minha frustração para o lado errado, em vez de confrontar quem estava causando toda essa situação insatistória, eu cobrei dele, porque ele não estava aqui. Perguntei, porque ele não queria estar mais aqui. Ele falou que queria. Então, eu perguntei porque o domingo, virou segunda e agora a segunda virou terça? Ele hesitou, aí eu perguntei se era por causa da Karls e ele disse que só não queria incomodar ninguém.
Eu fiquei mal, por ele se sentir mais incomodado na minha casa do que na casa da irmã dele com o sobrinho folgado que estava fazendo da vida dele um inferno.
Fiquei desapontado, ele veio na quarta, conversei com ele, disse que iria conversar com a Karls sobre toda essa situação. Mas já era tarde.
Era a última semana de Julho, e antes mesmo que eu pudesse conversar com a Karls, Akarls chegou dizendo que não dava mais para dividirmos a conta de água como estávamos fazendo, por 3, teríamos que dividir por 5, já que a conta ficou mais cara.
Na sexta-feira daquela semana, Lars encontrou um quarto numa casa que ele meio que alugou as pressas e ele se mudaria na primeira segunda de agosto. Quando eu pude confrontar Karls, no sábado, sobre tudo aquilo, já era tarde. Falei que fiquei chateado deles quererem repartir a conta da casa por 5 com o Lars pelo mês que ele passou aqui, mas isso nunca foi nem cogitado nos 5 meses do Darls aqui. Falei que fiquei decepcionado por ela não ser capaz de enxergar a minha felicidade. Por não ser capaz de ver o quanto eu estava feliz, como eu enxerguei a felicidade dela com o Darls e o recebemos de bom grado dentro de casa por causa da felicidade dela. Disse que foi muito cômodo pra ela ter alguém pra poder dormir junto, assistir coisas juntos, ter os momentos a dois e quando eu pude ter o mesmo, ela não olhou para mim com os mesmos olhos.
Enfim, Lars se mudou, tomei esse tempo que poderia estar assistindo uma série com ele para escrever tudo isso. Angustiado e decepcionado. Darls não tem culpa de nada do que está acontecendo, mas agora acho completamente injusto ele estar aqui e o Lars não estar, não sei o que fazer, minha vontade é de falar, "acabou a quarentena para os dois, pode voltar para sua casa". Me sinto injustiçado e triste por alguém que eu amo tanto, não ter sido capaz de enxergar que eu estava feliz. É isso, estou esperando a próxima sessão da minha terapia e Karls e Darls estão lá no quarto dela e eu estou só.
E para finalizar, essa foi minha conversa agora a pouco com o Lars.
Lars https://imgur.com/gallery/PRrxEI6
submitted by denesfernando to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.01 17:52 Natalia_Richarde2020 O DIA QUE FUI AMEAÇADA DE MORTE PELA EX

oi luba, turma, gatas maravilhosas, papeis assassinados, editores e possível convidado (que quase nunca tem), hoje vou contar minha triste historia de como fui corna e traída por amigos. bom luba essa é a minha primeira vez participando e espero muito que goste da historia.
ps: estou repostando, pq a anterior tinha alguns detalhes faltando e alguns erros de português ( me perdoe se ainda conter alguns), mas sem delongas vamos a historia.
Eu tinha uma amiga e a gente era bem próximas no período do ginásio e aí quando fomos para o 1° ano do colégio (2015) foi quando eu conheci um menino e a gente sempre foi próximos e por mais que ele trocava de turno na escola (por conta de trabalho),mas isso não interferia nossa amizade e nessa época ele começou a namorar essa amiga minha e cara eu shippava eles pra caralho e sempre apoiava e tudo mais, mas quando foi no 3°ano do colégio (2017) eu e esse meu "amigo" ("amigo" pq eu considerava ele mais um irmão) a gente caiu na mesma sala e aí ele sempre me pedia conselhos sobre o namoro pq segundo o que ele me contava, ela era muito infantil no namoro e tinha ciúmes demais e ainda tinha ciúmes de mim e tipo sempre dei conselhos para ele conversar com ela e assim se resolverem e essa amiga minha em vez de chegar em mim e perguntar as coisas para mim, ela simplesmente mandava outras pessoas perguntar sobre minha relação com o namorado dela e bom sempre fui sincera e sempre falei que considerava ele como meu irmão e que eu e ele não tínhamos nada. Mas ela sempre vinha com as criancices e tudo mais e depois dele passar o ano todo nesse chove não molha ele pediu mais conselhos para mim sobre e eu já tinha dado vários conselhos e o namoro deles não melhorava e o mais sensato quando isso acontece é o término (principalmente quando o diálogo não funciona mais) e aí eu falei para ele que se não tinha jeito que ele terminasse com ela, pq eu não queria o meu irmão sofrendo e assim ele fez e nisso começou o inferno, pois, ele começou a ficar com uma outra amiga nossa e ela começou a xingar eu e essa menina para o colégio todo e sempre quando alguém ia tirar satisfação, bom se fingia de que não tava fazendo nada e que os outros queria envenenar ela para nó,s blz os dias foram passando e aí eu e ele começou a ficar mais próximos, pois a gente cantava no mesmo ministério e aí a gente acabou começando a ficar serio e após 1 mês e começamos a namorar e aí a ex dele veio de mimimi para o meu lado sobre ele e dizia que ele amava ela ainda e aí eu contei que a gente tava namorando e tudo mais e que ele já tinha esquecido ela e que era pra ela seguir a vida dela(maldita hora que fui falar isso) essa menina começou a nos perseguir e nesse meio tempo conheci uma menina (meu namorado que apresentou ela)e ela se tornou uma irmã e ela sempre me ajudava em tudo ( guarde essa "melhor amiga/irmã", pois ela é importante), bom essa ex dele começou a nós perseguir e me atormentar e vindo conversar comigo no whatsapp (na maioria das conversas era nós duas brigando) e vinha postando indiretas para mim (e eu como uma boa pessoa retribuía as indiretas, com outras indiretas) e nessa época eu trabalhava e meu namorado sempre ia lá e passava um tempinho lá para me ver, mas teve um dia que ela viu ele lá e foi lá e sentou do lado dele e começou a me provocar tirando fotos dele e postando com legendas fofas e logo depois ela foi na mulher que cuidava do caixa e era amiga dela (essa mulher era bem próxima minha, era quase uma mãe no trabalho, foi ela que me ensinou tudo e me ajudou com tudo sempre, ou seja ela sabia da historia e ela iria me defender e me contar) e essa garota começou a falar que eu tava atrapalhando o namoro dela com ele e falando outras coisas além disso e tentando me envenenar para ela e meio que querendo que eu perdesse meu emprego, mas essa mulher já sabia da verdade e apenas acalmou ela e falou que se ela namorasse ela o pq de quando ele caiu de moto eu que estava lá do lado dele no hospital e não ela e quem cuidou dele foi eu e não ela e outras coisas e nisso ela saiu e a mulher veio conversar comigo e falar o que ela tinha falado e nisso eu comecei a chorar e tudo mais, pois meu psicológico tava totalmente abalado e estava totalmente frustada com tudo ( e também tinha medo dessa menina fazer eu perder meu emprego, pois era meu refugio aquele trabalho e por mais que era difícil lidar com as pessoas, aquele trabalho me fazia esquecer dos problemas em casa e no pessoal) e aí passou um tempo e ela ainda estava atormentando e um certo dia ela veio falar para ele que tava grávida dele (pois eles tinha feito fuc fuc 1 mês antes da gente começar a namorar ou seja, quando a gente estava ficando serio) e aí ele veio até mim e me contou tudo e eu perdoei ele e aceitei ele mesmo tendo um filho com ela e que estaria aqui para ajudar ambos no que precisar e umas horas mais tarde ela apareceu e começou a forçar ele a terminar comigo e ele falava que não ia terminar e ela ficava insistindo e aí eu perdi a cabeça e comecei a discutir com ela no meio da praça e todos olhando (puta vergonha que passei), mas aí como eu vi que ele não estava bem parei de discutir e ele foi conversar com ela e até que conseguiu fazer ela ir em bora e ai ele decidiu não assumir a criança, porém ajudar financeiramente ela e ela não aceitava essa ajuda nossa e fazia altos dramas ( de como ia ser o filho dela sem pai presente e tudo mais) e até que um dia a gente fez ela fazer exame para a gente realmente saber se era verdade a gravidez (como ela tinha uma certa fama de destruir relacionamentos dos outros, a gente foi ter certeza se procedia a história) e aí no dia que eles marcou os exames, meu namorado ia com ela neh, porem ela não esperou ele e tirou sangue sem ele e isso aí já fez a gente suspeitar da procedência do exame (pq o laboratório não era tao confiável), mas aí passou uns dias os resultados chegaram e dizia que ela tava realmente grávida e ainda sim existia a dúvida de ser dele e ela ainda continuava infernizando a gente e aí sempre que eu pedia conselhos para aquela "amiga" minha, ela sempre falava para mim terminar com ele e nunca me apoiava e tudo mais e isso me fez ter um pulga atrás da orelha sobre fidelidade dela (mesmo ela falando que ele não fazia o tipo dela, pq ela pode estar mentindo e a fama dela não era tão boa assim, tanto que tinha vindo pessoas me alertar sobre ela) e comecei a ficar esperta, pq meu namorado sempre que a gente ia sair ele gostava de passar na casa dela e tudo mais (e também comecei a ficar alerta, quando meu cachorro avançou nela, sendo que ele é amoroso e tem teorias de que cachorro tem o sentido de descobrir que não tem boas intenções e isso já me deixou encafifada e também teve um dia que a gente foi na casa dela e eu meio que me senti excluída ) e aí um dia a gente marcou de ir eu, meu namorado e a ex dele para a gente sentar e conversar sobre e bom esse dia chegou e após muita discussão ele me escolheu e ela não queria aceitar e começou a fazer chantagem e ainda mandando indiretas para mim por celular e a gente discutia sempre no whatsapp e aí teve um dia que ele foi por um ponto final e aí ela me ameaçou de morte e tudo mais (pse ele gravou um áudio sem ela perceber e ela me ameaçava e falava que se ela não podia ficar com ele, que eu não ia ficar e que ela poderia ir pro inferno por me matar, mas ela não se importava) e quando descobri isso fique desesperada e com medo e com raiva por ele nunca por um ponto final e tudo mais e isso tava me fazendo perder muito cabelo e eu ter crises de ansiedade, pois estava aguentando essa barra toda sozinha, pois não tinha apoio de ninguém (minha mãe sabia do namoro, porém nunca fui de dividir os problemas com ela e ela amava meu namorado) e aí um dia a ex dele teve um aborto espontâneo e aí ela parou de nós infernizar (esqueci de falar que ela sempre falava que ele só está a comigo para fazer ciúmes nela e tudo mais kkkk sendo que ele odiava ela) e aí a gente começou a ter paz, porém ele começou a ficar mais distante (ele falava que eu era a que tava distante, sendo que eu sempre fazia textinho e ele sempre falava as mesmas coisa que ''ele estava surpreso e não sabia o que dizer'' e demais desculpas esfarrapadas e até gastei 150 reais em uma aliança nova, pois eu tinha perdido a outra numa viagem e cara sempre fazia surpresas eu dava 100% de mim e ele nem 50% dele e isso me deixava muito triste e insegura comigo mesma) e um dia ele foi trabalhar em uma festa e aí ele me traiu com uma outra amiga nossa e ele falou que não foi culpa dele e que a menina que tinha beijado ele e tudo mais (e eu a trouxa perdoei)(esse rolo todo foi em 2018) e aí o ano passou e faltando 2 semanas para acabar fevereiro de 2019 ele me pediu um tempo e nesse período aquela minha "amiga" começou a postar fotos com ele com legendas fofas e tudo mais e era todos os dias praticamente e aí eu me afastei dela e aí nesse período saiu o resultado do meu vestibular e eu consegui passar aonde eu queria e aí eu e meu namorado marcou de conversar e resolver o nosso namoro (pq eu tava quase indo para outra cidade por causa da faculdade) e a gente foi no dia que a gente completava 1 ano de namoro e aí ele chegou deu feliz 1 ano e aí começou a falar que me amava,mas que ele tinha medo de eu ir para outra cidade e trair ele ou conhecer alguém melhor que ele e tudo mais (sendo que qualquer babaca seria muito melhor que ele e serio eu trair ele? esses medo era pq ele era o infiel da relação)e aí ele falou que se eu queria terminar com ele e aí eu falei que seria melhor a gente terminar, pq se pra ele nosso relacionamento a distancia não ia funcionar, então para que continuar e aí ele veio me abraçou e começou a chorar, porém percebi que aquele choro não era muito verdadeiro e aí eu chorei vindo para casa, mas era um choro dele alívio e um pouco triste por ter que contar para minha mãe que a gente tinha terminado, pois como a gente terminou eu estava tranquila que eu não iria sofrer mais e assim iria para outra cidade e não precisarei conviver com aquelas pessoas e aí alguns meses após o término meu ex veio conversar e pedir desculpas por tudo que ele tinha feito e pedir uma segunda chance, pois ele tinha se arrependido de tudo (pq ele tinha namorado e essa menina tratou ele tão mal, quanto ele me tratou e aí ele se deu conta das merdas que ele fez com quem realmente amava ele e que sempre cuidou e quis seu bem), porém após esse término eu comecei a ter mais alto estima e perceber que eu merecia alguém muito melhor e que ele e aí eu naturalmente dei um fora (ele começou a falar coisas do tipo ''você fazia cursinho fora e você acha que eu não iria desconfiar de algo'', insinuando que eu tinha traído ele e eu me estressei e comecei falar e por pra fora tudo e ai ele viu o quão errado ele estava) e uns dias depois um amigo meu veio me contar que esse ex meu tinha ficado com essa "amiga" minha um pouco depois que a gente terminou e eu fui e perguntei para ele e ele me confirmou e aí eu cortei minha amizade com aquela "amiga" e aí ele queria continuar a amizade comigo e eu aceitei, porém sempre fui fria e aí ele veio reclamar que eu não era a mesma e que eu estava fria com ele e aí eu falei que depois de tudo ele queria ainda que eu fosse igual com ele e fingisse que tava tudo ok e aí ele parou de falar comigo, por atualmente eu já os perdoei e queira que ele sejam feliz, contei para minha mãe os reais motivos de eu ter terminado com ele uma semana depois de ter me mudado para outra cidade, pq eu não tinha coragem de contar cara a cara e aí lubinha atualmente eu encontrei alguém que realmente me ama e me valoriza do jeito que sou e sempre me anima e sempre está disposto a tudo por mim, tanto que foi ele que me apoio a vir contar para você essa historia (eu e ele te assiste e então sempre que a gente joga a gente usa algumas frases suas), bom lubinha tenho algumas prints das conversas e queria muito poder deixar aqui para você ver, mas não sei como faz para colocar kkkk, a já ia esquecendo de contar que essa ex namorada dele sempre tentava fazer meu amigos se virarem contra mim, porem não conseguiu e então é isso lubinha essa é minha historia de quando fui traída em um relacionamento e em amizades . bjs lubinha e obrigada por todas as noites de diversão que você me proporciona (principalmente com o quadro nice mendigos e sempre coloco eles quando estou com crise de ansiedade ou insonia, pois me ajuda a acalmar e dormir) e caso queira julgar quem foi o babaca da historia pode ficar a vontade (apesar de eu achar que todos foram kkkkk). é isso lubinha,bjs e desejo todo o sucesso do mundo para você, seus editores e turminha. então é isso bjs lubinha, amo você.
submitted by Natalia_Richarde2020 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.31 01:33 Felicity4Now O mundo dá voltas, meu amigo

Oi queridos, tudo bom com vcs? Essa é minha primeira vez no reddit, mas fiz o login mais pra desabafar essa história que está pesando demais pra mim. Postei essa história em outra pagina, mas vou postar nessa tbm. Quem não gosta de histórias deprimentes e longas, pule esse post.
Tudo começou faz 2 anos, em 2018, qdo eu fui para o oitavo ano e resolvi me mudar de colégio pq eu não me dava bem com os colegas da escola anterior (quer dizer, sempre fui meio excluída em todas as escolas que estudei mas enfim). Para a minha surpresa, o pessoal desse colégio aparentemente tinha me aceitado e fiquei mto feliz, finalmente tinha me sentido incluída na escola, deu até um alívio. Mas bem, a história não eh exatamente sobre isso, é sobre oq eu vivi com um amigo meu, vamos chamá-lo de Clóvis. Nunca tinha tido amigos piá, mas nesse ano foi diferente, me dei melhor com os piá do q com as guria. E para a minha surpresa, Clóvis foi, e sempre será, meu melhor amigo, por mais q ele tenha até me esquecido.
A primeira vez q vi Clóvis, ele já me atraiu, sim gente, comecei a ter um crush nele, mas eu ignorei, achei q era coisa da minha cabeça. Enfim, no início, Clóvis era uma pessoa super legal, extrovertida, gente boa, zuera, e foda kkkk. Mas... dps eu descobri q ele tinha depressao, hj eu entendo q a maior parte das pessoas q riem dms são as mais tristes por dentro... sei pq isso aconteceu cmg tbm, mas vou deixar isso pro fim. Por conta da depressao, tentei ajudar Clóvis de todas as maneiras possiveis, dava conselho, brincava com ele, tentava animar ele, mas ele sempre tentava se matar, sem sucesso graças a Deus. Mas isso fez com q meus sentimentos ficassem confusos, pq eu n queria, tipo, namorar alguem baixo astral, já q eu era tbm. Eu sei exatamente oq vcs estão pensando agora, sou uma ignorante msm, eu concordo, n precisam ficar jogando na minha cara pq eu já sei blz?
Enfim, como eu tava mto confusa, acabei me enganando e achei q estava gostando de um amigo dele (vamos chamá-lo de Roberto). Roberto era um cara foda tbm, gente finíssima, alegre e tals, até q ele me pediu em namoro no mês de Maio, mas eu recusei. Dps, Clóvis me pediu em namoro, e eu recusei tbm, n queria arranjar encrenca entre os 2. Mas, no final do mês de Agosto do msm ano, começou a merda. Eu n me lembro mto bem o motivo, porem briguei feio com Clóvis e comecei a namorar o Roberto. SIM, oq eu n queria aconteceu, treta total meus amigos. Vcs devem estar pensando: “mds q BURRA”, pse, eu tbm penso isso de mim tá? Mas n dá pra eu voltar no tempo.
Assim, o namoro q eu tive com o Roberto foi meio q uma amizade colorida (pra vcs terem uma ideia, se beijamos apenas 2 vezes em 8 meses ksks). Na fase auge do namoro, entre Agosto e Outubro, Clóvis continuava brigado cmg, até pq dava pra ver q ele tava super puto cmg por n ter sido aceito, se sentiu trocado e humilhado (tá gente, eu tava confusa, n taquem pedra em mim pq eu já taquei um monte já, pfv). Mas dai no final de Outubro a gente conseguiu fazer as pazes e continuamos bons amigos, junto cmg namorando o Roberto.
Outro ano se passou e todos continuamos estudando na msm escola, ou seja, continuou essa msm confusao, msm com tudo resolvido. Até que, no final de março de 2019, terminei com Roberto, pq ele tinha sido mto imaturo cmg e eu n permiti mais isso, e percebi q n fazia sentido eu ter namorado ele, até pq eu descobri mta coisa ruim dele tbm, mas n vamos entrar em detalhes (caso queiram saber, eu continuo amiga de Roberto hj em dia, pq odeio guardar mágoas das pessoas, ou eh pq sou mto trouxa, enfim).
E dps disso, Clóvis ataca novamente. Ele começou a me paquerar, quer dizer, ele nunca parou, mas foi mais forte dessa vez, e a gente foi contruindo uma relacao ao longo do ano, uma relacao mto, mas mto forte. Continuávamos bons amigos, mas a gente era REALMENTE melhores amigos mais aquele lance de paquera, até pq descobri q nunca tinha parado de gostar dele. (ss, Roberto aparentemente levou um chifre discreto, mas n vamos entrar em detalhes).
Continuando, eu infelizmente tive q mudar de colegio, por conta dos professores, q por mais q eu tirasse nota 10 nas provas eles me humilhavam junto com todo mundo, e por conta das minhas amigas, q andavam me excluindo do grupo delas. Mas minha amizade com o Clóvis foi longe dms, eu acabei dando mto em cima dele sem nem perceber direito e ele se iludiu cmg. No final do mês de Novembro, ele me pediu em namoro.... e advinha oq eu falei? NÃO Serio gente, eu disse não. Ai ai, nem eu creio, mas vamos continuar. Eu disse não por vários motivos, entre eles: 1- Não podia namorar, principalmente pq meus pais n deixam e meio q peguei trauma da historia com o Roberto (chorava todo dia pq odeio mentir, me fez mto mal); 2- Tinha medo q ele se revelasse pra mim e me magoasse, até pq ele eh super negativo e enfim; 3- medo de aceitacao da familia dele; 4- paranóias; 5- medo de começar o namoro e dps ele me largasse; 6- trauma do Roberto; 7- Ficar com depressao por conta do namoro, até pq eu fico mal vendo ele mal; 8- me arrepender.
Tá, podem parecer motivos absurdamente imaturos, mas se coloque no meu lugar, eu sou imatura gente, dclp.
Logo, Clóvis ficou de mal cmg por uma semana, n soube como aceitar aquilo. Mas dai, ele aplicou o golpe baixo dps, o mar diminuiu e dps veio o tsunami, se eh q vcs me entendem.
Ele resolveu q queria ser meu amigo dnv dps de uma semana brigado cmg. Eu achei estranho, mas aceitei ele de braços abertos, ate pq odeio guardar rancor, como disse anteriormente. Mas... ele nunca mais foi o msm, ele ficou mto estranho cmg a partir dai. Ele começou a me sacanear, a zoar dms cmg, mas achei q era coisa da minha cabeça e entao deixei neh.
Até q, no inicio de Março de 2020, era meu aniversario, e Clóvis sabe q eu amo comemorar nesse dia pq adoro festas. Entao, ele simplesmente me bloqueou. Eu n entendendo nada, fui falar com o irmao dele perguntando se tinha acontecido alguma coisa com o Clóvis, e ele me falou q Clóvis estava bravo cmg por conta do q eu fiz. Como já tinha se passado meses, eu achei q ele tinha já superado tudo isso, mas n.
Bem gente, foi ai q veio o tiro. Dps de horas sem me responder, ele me vem me desejando feliz aniversario, me chamando de corna tbm (ele tinha esse costume de me chamar assim por conta do Roberto). Mas eu n curtia mto isso, na maioria das vezes ignorava. Eu fiquei tao triste com aquilo, pq poxa, eu achei q tinha acontecido alguma coisa seria com ele ou q ele tava com raiva de mim, entao, bloqueei ele e fiquei sem falar com ele ate o final do mês. Mas já n aguentava mais, eu amava aquele cara (por mais q eu tenha feito mta coisa ruim). Perguntei pro irmao dele se estava tudo bem com Clóvis, e ele disse q ss.
Logo, me vem uma amiga dele me mandando direct pelo Insta e me falando q ele queria falar cmg. Pensei bem, e como n gosto de guardar rancor, desbloqueei ele. Se eu pudesse voltar no tempo, n teria feito isso de jeito nenhum gente, pq oq aconteceu dps parte meu coracao ate hj.
Conversei com ele e ele falou tudo oq eu queria ouvir, q sentia mto e q ele havia agido com mta imaturidade, disse q eu tava confusa com meus sentimentos e q ele devia ter me entendido antes. Ai gente, eu tinha ficado tao, mas tao orgulhosa dele! Qdo ele falou tudo aquilo, eu senti um alivio, até pq eu n precisava mais sentir aquela pontada de culpa q eu sentia todo dia. Q nada gente, o pior foi dps...
Uma semana se passou, e ele me bloqueou, sem deixar rastros. Fui perguntar pra amiga dele pq q ele tinha feito aquilo, e ela jogou um balde de agua fria em mim. Disse q eu n entendia nada e q eu tinha colaborado pra depressao dele, q eu só fiz mal pra ele e q eu devia me sentir arrependida diante disso. Eu como qualquer ser humano, tentei me defender na hora, tentando achar razao em mim, mas dps de uns meses percebi q realmente, eu sou uma monstra.
Pedi pra ele me desbloquear pra gente conversar, e foi uma burrice. Ele falou q eu tinha arruinado grande parte da vida dele e q eu q joguei ele no inferno q a vida dele eh, e mto mais coisas ruins q vcs n precisam saber.
Eu me senti acabada, principalmente pq a gente tava tao bem e eu achei q a gente ia conseguir seguir em frente sabe? Eu tinha esperança daquela amizade maravilhosa continuar com tudo. Achei q a gente ia festejar mais festas juninas, zoar, sair pros rolê, se divertir, cheirar pó de giz (KKKKK), entre outras coisas aleatorias. Sabe, eu amava mto ele, mas dps disso tudo oq eu fiz, era de se esperar q ele ia me dar esse tiro.
No inicio, eu tentei me esquecer dele, xingar ele, pensar coisas ruins sobre ele, tentar botar a culpa nele. Achei q em umas semaninhas ele ia voltar pra mim, mas n, ele sumiu...
Ate q, com esse sumiço, comecei a me dar conta do q q eu realmente fiz. Como pude ser tao cruel? Só pensar nos meus sentimentos e n nos dos outros? Como q eu consegui agir achando q era certo qdo na vdd era errado? Gente, eu comecei a me sentir, tao, mas TAO culpada, q a culpa até dói.
Eu sei q vcs devem ta pensando: “Ta, fez e recebeu, eh lei do retorno, lei da acao e reacao”. Mas gente, eu tava tentando ser feliz uma vez na vida, tava tentando ser aceita, e isso nunca tinha acontecido cmg e me confundi dms. Achei q tava fazendo o melhor qdo na vdd eu n deveria ter namorado ninguem isso sim. Mas eu n posso voltar no tempo...
Enfim, abril e maio se passaram, e eu comecei a manifestar sintomas de depressao, por conta das coisas da escola, por conta da cobrança, e principalmente, por conta dessa situacao, pq comecei a sentir mta culpa msm. Fiquei doente do estômago por conta de tudo isso e ainda to meio mal, n consigo comer como antes tbm. Tentei falar com Clóvis umas dezenas de vezes, mas msm assim n tinha papo.
Até q junho começa e me chega uma solicitacao no direct do Insta, era uma menina (vamos chamar ela de Folks), me pedindo dicas pra gravar videos, ate pq eu posto mto video no Insta pra ver se eu me esqueço de tudo isso. Comecei a conversar bastante com ela, principalmente pq ela eh incrivelmente incrivel. Ate q um dia eu tava bem bad e falei sobre todos os meus problemas com ela, e ela me disse... q ela era amiga do Clóvis.
Na vdd sempre desconfiei q ela era amiga dele, por conta de varios motivos, mas n vou ser especifica. Mas n deixou com q eu n ficasse em choque com Folks. Desde entao, ela tem tentado me ajudar a superar isso, conseguiu convencer Clóvis a falar cmg e enfim.
As conversas q eu tive com Clóvis, mais pioraram do q ajudaram, até pq ele dizia q me perdoava, mas q n conseguia nem falar cmg e nem voltar a ser meu amigo. Eu entendo ele pq nem eu to aguentando mais a minha presença. Mas, isso n deixou de doer em mim... E qdo ele me disse q tinha conseguido me esquecer e conseguiu me trocar pela Folks, foi a gota d’água...
Sabe, eu n sabia q eu podia ser trocada como um objeto, achava q era coisa da minha cabeça. Mas ele me trocou, e pela Folks ainda, q eu considerava e considero uma grande amiga...
Ah, o pior n foi isso q ele me falou. O pior foi qdo ele me disse q no inicio da nossa amizade, ele tinha intencoes ruins cmg... não, n eh relacionado a sexo ou coisa do tipo, eh coisa mais sombria. Eu n sei bem falar oq eh pq ele n foi mto especifico, mas isso me doeu tanto, pq eu sempre desejei o bem dele, por mais q eu tenha feito mta besteira com ele...
Entao gente, se eu n tivesse feito tudo isso, será q ele teria feito alguma coisa cmg? Eu sou a culpada ou ele? Nós 2 somos culpados? Eu devo me humilhar pro resto da vida? Ele q tem q se humilhar? Oq q eu devo fazer agora? Essas são duvidas q eu tenho, quem puder esclarecer ou tentar compreender a minha situacao, pfv me ajude. Oq vc faria no meu lugar? Se vc faria a msm coisa q eu, oq faria pra consertar?
Bom, eh essa a minha historia, q ninguem sabe o final... Dclp se foi uma historia mto deprê, mas eh q eu tinha q desabafar em algum lugar, serio msm.
submitted by Felicity4Now to desabafos [link] [comments]


2020.07.29 22:24 Felicity4Now O mundo dá voltas, meu amigo

Olá Luba, editores, papelões mortos e possível convidado que está a ver. Essa é minha primeira vez no reddit, mas fiz o login mais pra desabafar essa história que está pesando demais pra mim. Quem não gosta de histórias deprimentes e longas, pule esse post.
Tudo começou faz 2 anos, em 2018, qdo eu fui para o oitavo ano e resolvi me mudar de colégio pq eu não me dava bem com os colegas da escola anterior (quer dizer, sempre fui meio excluída em todas as escolas que estudei mas enfim). Para a minha surpresa, o pessoal desse colégio aparentemente tinha me aceitado e fiquei mto feliz, finalmente tinha me sentido incluída na escola, deu até um alívio. Mas bem, a história não eh exatamente sobre isso, é sobre oq eu vivi com um amigo meu, vamos chamá-lo de Clóvis. Nunca tinha tido amigos piá, mas nesse ano foi diferente, me dei melhor com os piá do q com as guria. E para a minha surpresa, Clóvis foi, e sempre será, meu melhor amigo, por mais q ele tenha até me esquecido.
A primeira vez q vi Clóvis, ele já me atraiu, sim gente, comecei a ter um crush nele, mas eu ignorei, achei q era coisa da minha cabeça. Enfim, no início, Clóvis era uma pessoa super legal, extrovertida, gente boa, zuera, e foda kkkk. Mas... dps eu descobri q ele tinha depressao, hj eu entendo q a maior parte das pessoas q riem dms são as mais tristes por dentro... sei pq isso aconteceu cmg tbm, mas vou deixar isso pro fim. Por conta da depressao, tentei ajudar Clóvis de todas as maneiras possiveis, dava conselho, brincava com ele, tentava animar ele, mas ele sempre tentava se matar, sem sucesso graças a Deus. Mas isso fez com q meus sentimentos ficassem confusos, pq eu n queria, tipo, namorar alguem baixo astral, já q eu era tbm. Eu sei exatamente oq vcs estão pensando agora, sou uma ignorante msm, eu concordo, n precisam ficar jogando na minha cara pq eu já sei blz?
Enfim, como eu tava mto confusa, acabei me enganando e achei q estava gostando de um amigo dele (vamos chamá-lo de Roberto). Roberto era um cara foda tbm, gente finíssima, alegre e tals, até q ele me pediu em namoro no mês de Maio, mas eu recusei. Dps, Clóvis me pediu em namoro, e eu recusei tbm, n queria arranjar encrenca entre os 2. Mas, no final do mês de Agosto do msm ano, começou a merda. Eu n me lembro mto bem o motivo, porem briguei feio com Clóvis e comecei a namorar o Roberto. SIM, oq eu n queria aconteceu, treta total meus amigos. Vcs devem estar pensando: “mds q BURRA”, pse, eu tbm penso isso de mim tá? Mas n dá pra eu voltar no tempo.
Assim, o namoro q eu tive com o Roberto foi meio q uma amizade colorida (pra vcs terem uma ideia, se beijamos apenas 2 vezes em 8 meses ksks). Na fase auge do namoro, entre Agosto e Outubro, Clóvis continuava brigado cmg, até pq dava pra ver q ele tava super puto cmg por n ter sido aceito, se sentiu trocado e humilhado (tá gente, eu tava confusa, n taquem pedra em mim pq eu já taquei um monte já, pfv). Mas dai no final de Outubro a gente conseguiu fazer as pazes e continuamos bons amigos, junto cmg namorando o Roberto.
Outro ano se passou e todos continuamos estudando na msm escola, ou seja, continuou essa msm confusao, msm com tudo resolvido. Até que, no final de março de 2019, terminei com Roberto, pq ele tinha sido mto imaturo cmg e eu n permiti mais isso, e percebi q n fazia sentido eu ter namorado ele, até pq eu descobri mta coisa ruim dele tbm, mas n vamos entrar em detalhes (caso queiram saber, eu continuo amiga de Roberto hj em dia, pq odeio guardar mágoas das pessoas, ou eh pq sou mto trouxa, enfim).
E dps disso, Clóvis ataca novamente. Ele começou a me paquerar, quer dizer, ele nunca parou, mas foi mais forte dessa vez, e a gente foi contruindo uma relacao ao longo do ano, uma relacao mto, mas mto forte. Continuávamos bons amigos, mas a gente era REALMENTE melhores amigos mais aquele lance de paquera, até pq descobri q nunca tinha parado de gostar dele. (ss, Roberto aparentemente levou um chifre discreto, mas n vamos entrar em detalhes).
Continuando, eu infelizmente tive q mudar de colegio, por conta dos professores, q por mais q eu tirasse nota 10 nas provas eles me humilhavam junto com todo mundo, e por conta das minhas amigas, q andavam me excluindo do grupo delas. Mas minha amizade com o Clóvis foi longe dms, eu acabei dando mto em cima dele sem nem perceber direito e ele se iludiu cmg. No final do mês de Novembro, ele me pediu em namoro.... e advinha oq eu falei? NÃO Serio gente, eu disse não. Ai ai, nem eu creio, mas vamos continuar. Eu disse não por vários motivos, entre eles: 1- Não podia namorar, principalmente pq meus pais n deixam e meio q peguei trauma da historia com o Roberto (chorava todo dia pq odeio mentir, me fez mto mal); 2- Tinha medo q ele se revelasse pra mim e me magoasse, até pq ele eh super negativo e enfim; 3- medo de aceitacao da familia dele; 4- paranóias; 5- medo de começar o namoro e dps ele me largasse; 6- trauma do Roberto; 7- Ficar com depressao por conta do namoro, até pq eu fico mal vendo ele mal; 8- me arrepender.
Tá, podem parecer motivos absurdamente imaturos, mas se coloque no meu lugar, eu sou imatura gente, dclp.
Logo, Clóvis ficou de mal cmg por uma semana, n soube como aceitar aquilo. Mas dai, ele aplicou o golpe baixo dps, o mar diminuiu e dps veio o tsunami, se eh q vcs me entendem.
Ele resolveu q queria ser meu amigo dnv dps de uma semana brigado cmg. Eu achei estranho, mas aceitei ele de braços abertos, ate pq odeio guardar rancor, como disse anteriormente. Mas... ele nunca mais foi o msm, ele ficou mto estranho cmg a partir dai. Ele começou a me sacanear, a zoar dms cmg, mas achei q era coisa da minha cabeça e entao deixei neh.
Até q, no inicio de Março de 2020, era meu aniversario, e Clóvis sabe q eu amo comemorar nesse dia pq adoro festas. Entao, ele simplesmente me bloqueou. Eu n entendendo nada, fui falar com o irmao dele perguntando se tinha acontecido alguma coisa com o Clóvis, e ele me falou q Clóvis estava bravo cmg por conta do q eu fiz. Como já tinha se passado meses, eu achei q ele tinha já superado tudo isso, mas n.
Bem gente, foi ai q veio o tiro. Dps de horas sem me responder, ele me vem me desejando feliz aniversario, me chamando de corna tbm (ele tinha esse costume de me chamar assim por conta do Roberto). Mas eu n curtia mto isso, na maioria das vezes ignorava. Eu fiquei tao triste com aquilo, pq poxa, eu achei q tinha acontecido alguma coisa seria com ele ou q ele tava com raiva de mim, entao, bloqueei ele e fiquei sem falar com ele ate o final do mês. Mas já n aguentava mais, eu amava aquele cara (por mais q eu tenha feito mta coisa ruim). Perguntei pro irmao dele se estava tudo bem com Clóvis, e ele disse q ss.
Logo, me vem uma amiga dele me mandando direct pelo Insta e me falando q ele queria falar cmg. Pensei bem, e como n gosto de guardar rancor, desbloqueei ele. Se eu pudesse voltar no tempo, n teria feito isso de jeito nenhum gente, pq oq aconteceu dps parte meu coracao ate hj.
Conversei com ele e ele falou tudo oq eu queria ouvir, q sentia mto e q ele havia agido com mta imaturidade, disse q eu tava confusa com meus sentimentos e q ele devia ter me entendido antes. Ai gente, eu tinha ficado tao, mas tao orgulhosa dele! Qdo ele falou tudo aquilo, eu senti um alivio, até pq eu n precisava mais sentir aquela pontada de culpa q eu sentia todo dia. Q nada gente, o pior foi dps...
Uma semana se passou, e ele me bloqueou, sem deixar rastros. Fui perguntar pra amiga dele pq q ele tinha feito aquilo, e ela jogou um balde de agua fria em mim. Disse q eu n entendia nada e q eu tinha colaborado pra depressao dele, q eu só fiz mal pra ele e q eu devia me sentir arrependida diante disso. Eu como qualquer ser humano, tentei me defender na hora, tentando achar razao em mim, mas dps de uns meses percebi q realmente, eu sou uma monstra.
Pedi pra ele me desbloquear pra gente conversar, e foi uma burrice. Ele falou q eu tinha arruinado grande parte da vida dele e q eu q joguei ele no inferno q a vida dele eh, e mto mais coisas ruins q vcs n precisam saber.
Eu me senti acabada, principalmente pq a gente tava tao bem e eu achei q a gente ia conseguir seguir em frente sabe? Eu tinha esperança daquela amizade maravilhosa continuar com tudo. Achei q a gente ia festejar mais festas juninas, zoar, sair pros rolê, se divertir, cheirar pó de giz (KKKKK), entre outras coisas aleatorias. Sabe, eu amava mto ele, mas dps disso tudo oq eu fiz, era de se esperar q ele ia me dar esse tiro.
No inicio, eu tentei me esquecer dele, xingar ele, pensar coisas ruins sobre ele, tentar botar a culpa nele. Achei q em umas semaninhas ele ia voltar pra mim, mas n, ele sumiu...
Ate q, com esse sumiço, comecei a me dar conta do q q eu realmente fiz. Como pude ser tao cruel? Só pensar nos meus sentimentos e n nos dos outros? Como q eu consegui agir achando q era certo qdo na vdd era errado? Gente, eu comecei a me sentir, tao, mas TAO culpada, q a culpa até dói.
Eu sei q vcs devem ta pensando: “Ta, fez e recebeu, eh lei do retorno, lei da acao e reacao”. Mas gente, eu tava tentando ser feliz uma vez na vida, tava tentando ser aceita, e isso nunca tinha acontecido cmg e me confundi dms. Achei q tava fazendo o melhor qdo na vdd eu n deveria ter namorado ninguem isso sim. Mas eu n posso voltar no tempo...
Enfim, abril e maio se passaram, e eu comecei a manifestar sintomas de depressao, por conta das coisas da escola, por conta da cobrança, e principalmente, por conta dessa situacao, pq comecei a sentir mta culpa msm. Fiquei doente do estômago por conta de tudo isso e ainda to meio mal, n consigo comer como antes tbm. Tentei falar com Clóvis umas dezenas de vezes, mas msm assim n tinha papo.
Até q junho começa e me chega uma solicitacao no direct do Insta, era uma menina (vamos chamar ela de Folks), me pedindo dicas pra gravar videos, ate pq eu posto mto video no Insta pra ver se eu me esqueço de tudo isso. Comecei a conversar bastante com ela, principalmente pq ela eh incrivelmente incrivel. Ate q um dia eu tava bem bad e falei sobre todos os meus problemas com ela, e ela me disse... q ela era amiga do Clóvis.
Na vdd sempre desconfiei q ela era amiga dele, por conta de varios motivos, mas n vou ser especifica. Mas n deixou com q eu n ficasse em choque com Folks. Desde entao, ela tem tentado me ajudar a superar isso, conseguiu convencer Clóvis a falar cmg e enfim.
As conversas q eu tive com Clóvis, mais pioraram do q ajudaram, até pq ele dizia q me perdoava, mas q n conseguia nem falar cmg e nem voltar a ser meu amigo. Eu entendo ele pq nem eu to aguentando mais a minha presença. Mas, isso n deixou de doer em mim... E qdo ele me disse q tinha conseguido me esquecer e conseguiu me trocar pela Folks, foi a gota d’água...
Sabe, eu n sabia q eu podia ser trocada como um objeto, achava q era coisa da minha cabeça. Mas ele me trocou, e pela Folks ainda, q eu considerava e considero uma grande amiga...
Ah, o pior n foi isso q ele me falou. O pior foi qdo ele me disse q no inicio da nossa amizade, ele tinha intencoes ruins cmg... não, n eh relacionado a sexo ou coisa do tipo, eh coisa mais sombria. Eu n sei bem falar oq eh pq ele n foi mto especifico, mas isso me doeu tanto, pq eu sempre desejei o bem dele, por mais q eu tenha feito mta besteira com ele...
Bom, eh essa a minha historia, q ninguem sabe o final... Dclp se foi uma historia mto deprê, mas eh q eu tinha q desabafar em algum lugar, serio msm.
Gente, julguem dá forma que vcs quiserem, eh isso
Bjs <3 (vamos ver se Luba me nota, vai q ele me dá uma luz neh?)
submitted by Felicity4Now to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.29 01:02 heartlessncold Problemas familiares

Desde que eu me entendo por gente, minha mãe sempre me cobrou que eu agisse da forma como ela bem entendesse e, quando isso não acontecia, ela me manipulava/reprimia ou até mesmo me tirava coisas básicas (tipo aqueles pais que não te deixam jantar porque brigaram com você).
Quando fui crescendo, fui percebendo certos sinais disso e comecei a mentir para me livrar de certas exigências dela. Eu não podia, mesmo indo e voltando sozinha da escola (que era no centro do rio de janeiro) sair com as minhas amigas, ter um namorado e nem nada disso até os meus 18 anos. Mentia para conseguir sair, mentia para conseguir namorar e tudo isso (e sim, sei que isso é errado, mas era o jeito que eu encontrava na época).
O período maior de privações que ela me fazia passar em relação a vida social e amorosa só afrouxou quando eu fiz 18 e entrei pra faculdade. Mas, ainda assim, ela tenta me manter sob o controle dela das formas mais manipuladoras possíveis - recentemente até admitiu que fez de tudo pra eu terminar um namoro que tive em 2018.
Bom, agora eu estou namorando outra pessoa, que é totalmente livre e tem uma ótima relação comigo e com as pessoas ao seu redor. Porém, quando essa pessoa está perto dos meus pais, eles fazem questão de que a conversa envolva apenas eles e meu namorado, me excluindo totalmente de algo que eu deveria participar. Isso me deixa triste e, acima de tudo, incomodada porque, na verdade, o namorado é meu.
Pois bem. Esse fim de semana meus pais viajaram e voltaram domingo à tarde e meu namorado estava aqui (eles sabiam disso). Dessa vez, eles não conversaram muito com ele porque foram fazer as coisas deles e eu pensei "ah, tudo bem, eles devem ter percebido que não é pra ficar alugando o cara enquanto ele tá aqui claramente por causa de mim".
Nada disso.
Ontem eles começaram uma briga horrível comigo, me xingando e dizendo que eu sou uma filha da puta incapaz, arrogante de merda e que eles esperam que eu me foda muito pra perceber que nem eles próprios estarão ali por mim. Inclusive, falam que eu nunca consegui nada sozinha, que foi tudo eles que me deram (isso porque eles são professores e eu sou estudante de direito - ou seja, são áreas totalmente diferentes e que eles nunca sequer entraram em contato. Além disso, eu estudei a vida toda em instituições públicas, elaborei meus projetos e fiz minhas coisas sempre sozinha). Desde ontem, sinto vontade de sumir dessa casa mas, infelizmente, não tenho recursos financeiros pra isso - até porque, eles deixam bem claro que vão virar as costas pra mim se eu sair de casa.
Já tentei conversar, mostrar meu ponto de vista, buscar um ponto comum mas, sempre que isso acontece, eles me mandam calar a boca e todos os xingamentos retornam. Não sei mais o que fazer. Não consigo atendimento psicológico e estar 4 meses em casa com eles só piora tudo. Sinto saudades da vida normal justamente porque não precisava aturar esse tipo de coisa o dia inteiro.
submitted by heartlessncold to desabafos [link] [comments]


2020.07.28 16:35 OmikePepino Como fui de um Nice guy para um cara realmente legal. Kkkkkk

(para auxiliar na voz, eu sou um homem baixo de 25 anos) kk Oi, Luva, Editouros, gostosos e gostosas que estão acompanhando. Eu gostaria de contar a história de como eu fui um nice guy do qual tenho vergonha e ter sido. A história é grande mas eu juro que o "final" É a melhor parte
Em meados de julho de 2017 eu fazia uso do app do foguinho vulgo "chindler". Fazendo uso do app, eu dei match com uma garota gostosa e burra do jeito que eu gosto (é meme kk) nós conversamos pelo Tiinder e mesmo antes de nos encontrarmos eu já tive meu momento draminha em um assunto meio delicado. Eu sou tatuador, mas na época era apenas um aprendiz sem tatuagens visíveis. Certo dia falei pra ela que tinha intenção de fazer tatuagem na mão por que achava bonito (hoje tenho). Ela disse "se você fizer acho que eu não teria coragem de ficar com você". Não compreendi a motivação dela de dizer isso e disparei "Não vai ser agora que vou me privar de algo que eu gosto. Fui criado por uma família religiosa e já fui privado de uma infância e também de uma juventude saudável, não será agora que eu ou arrumar mais correntes pra me brecarem". Sinto que exagerei nesse momento, ela disse que falei de forma rude, chorou e blablabla. Eu, inocente como até hoje sou, me senti extremamente mal por tê-la magoado. Então pedi desculpa nos resolvemos, então marcamos de nos encontrarmos (no mesmo dia em que entrei para um estúdio de tattoo como aprendiz [pior coisa que fiz] kkk). O estúdio sugava minha sanidade de um lado por me fazerem de escravo, e ela do outro por achar que eu era responsável pela felicidade dela. Eu não podia dar presentes pra ela mas ela queria lanche quase sempre mas eu não recebia pra trabalhar no estúdio. Era simpesmente trabalhar e observar pra aprender algo útil. Nesse vai e volta (dependendo da reação do publico a essa história conto o quão agonizante foi pra mim esse "vai e volta" <3), quando era novembro, aniversário dela, eu queria fazer uma surpresa pra ela, peguei um trocado emprestado com meu irmão (50R$) e comprei uma caixa de doces gourmet com minha amiga e dei de presente pra ela. Ela adorou mas nessa altura nosso relacionamento já estava muito desgastado. (Foi no dia do aniversário dela também quase a matei trocando os medicamentos dela acidentalmente mas não assumo toda a culpa por isso mas é história pra outro momento). No mesmo final de semana desse ocorrido, ela quis ir só Outback, e eu, como um cavalheiro que sou, me senti na obrigação de pagar para ela. Peguei 200 reais emprestado com meu pai e a levei (foi Rolê mais humilhante do meu ponto de vista). Foi eu ela e alguns amigos. Um dos amigos dela falou que se mudaria para Portugal e pra encurtar, ela usou isso de pretexto pra dar total atenção pra ele (ficava abraçada com ele na minha frente enquanto eu estava sozinho sem ter assunto com os amigos dela) e me ignorou totalmente. Me senti deslocado e humilhado. Mas assumo total responsabilidade por não ter aceitado antes que não havia mais um relacionamento. Quando íamos embora ela anunciou que iria pra casa de um amigo dela em Suzano (amigo gente boa. Não desconfio que tenha rolado nada entre elas mas na época eu era ciumento e não compreendia) mas foi nesse momento que me caiu a ficha. Eu desisti de tentar, fui seguir minha vida, sai do estúdio pois não tinha mais sanidade pra permanecer. Fui cuidar de mim e esperar a notícia do término. Então, durante uma festa de halloween, eu fui o maquiador da turma. Enquanto eu fazia uma maquiagem que seria a campeã da competição de fantasia, veio a mensagem: "Michael. Quero terminar" Apesar de já saber disso eu fiquei quebrado, não consegui dizer nada além de "a gente pode ao menos conversar pessoalmente?" Ela disse que não queria me ver ainda. Pra eu esperar uma semana que ela viria até mim ou eu iria até lá. Eu estava muito depressivo e tenho anemia crônica. Meu peso normal é 65kg por que sou baixo. Eu estava com 53kg. Mas eu melhorei, voltei a me alimentar, treinar, fiquei saudável, até que no Réveillon eu me autosabotei da pior forma possível. Eu mandei mensagem desejando feliz ano novo pra ela (eu estava sob efeito de droga). Ela foi super gentil, me desejou de volta. Poderia nascer uma linda amizade nesse momento, mas não. Eu pedi pra voltar. Foi o último não que eu recebi antes do pior momento da minha vida. O ano de 2018 começou intenso. Me envolvi com drogas cada vez mais pesadas, cheguei até mesmo a vender. Só assim pra fingir que ela não existia. Porém, em março eu tomei um baque que foi a notícia que ela estava namorando novamente (direito total dela). Eu decidi que iria voltar a ser um bom filho/ irmão. Pagar tudo que peguei emprestado pra tentar fazer ela feliz (Nice guy falando). Arrumei um emprego, voltei pra academia, ia competir em um campeonato de fisiculturismo quando conheci a minha atual namorada. essa minha atual namorada, é a garota mais inteligente que conheço. Ela me dá orgulho por ser quem é. Minha sogra é um anjo na minha vida. Mas em dezembro de 2018 ela teve uma briga com o padrasto dela e veio morar comigo na casa da minha mãe. Ela prometeu que em janeiro ela já estaria procurando por outra casa e foi exatamente o que ela fez. Em fevereiro ela já estava se mudando para própria casa e disse pra mim: "Se você quiser continuar com sua mãe eu vou entender, mas adoraria que viesse comigo". Nesse momento eu estava desempregado pois estava novamente foco total na minha carreira de tatuagem. Por ela me dar total apoio eu aceitei ir morar com ela até por que minha mãe fazia um esforço imensurável para que eu desistisse de ser tatuador. Focado na vida de casado agora também, eu tive problemas. Não conseguia fazer tatuagens por que a senhoria da casa onde eu morava ficava plotando quem eu levava para lá. Um inferno. As coisas começaram dar errado na minha vida novamente (eu sou um cara azarado mesmo, Lubinha). No mês de maio eu perdi totalmente o tesão na vida. Pensava em suicídio e os caraio por que minha vida passou a desandar. Nem mesmo o amor incondicional que minha namorada me oferecia me confortava. Eu já tinha desistido. Meus amigos me chamavam no portão e eu ignorava. Ficava deitado fingindo que não escutava. Minha namorada comprou ingressos para uma convenção de tattoo para me animar. Funcionou muito bem. Eu voltei a desenhar, entrei numa maré de empolgação que não duraria muito. Eu tomaria outro golpe da vida. Minha máquina de tattoo queimou. Eu estava cheio de esperança no marketing digital mas nem isso deu certo pra mim. Minha namorada vinha me dizendo que estava pesado pra ela cuidar das contas sozinha mas eu não consegui fazer nada. Comecei a procurar emprego e adiar novamente meu sonho por um bom motivo. Mas foram 5 meses sem resultados. No mês de novembro nós mudamos para uma casa maior um pouco mais cara mas onde eu poderia ter a liberdade de vender minha arte. Nessa casa eu consegui trabalhar, fiz bastante trabalhos mas ainda assim tudo voltou a dar errado quando o bico que eu fazia no autódromo parou de acontecer por que estávamos em época de chuva. Eu ganhava menos com tattoo no início da carreira do que como controlador de acesso nesse bico. Eu só me fodo. Kkkkk Minha atual disse que queria um tempo pra ela poder organizar a vida dela. Ela basicamente havia desistido de mim, mas também, quem confiaria em mim se nem eu mesmo acreditava mais??? Se eu não arrumasse um emprego não daria mais. Veja bem como a vida é justa. Nesse momento eu arrumei 2 empregos e o dono do estúdio que eu contatei na convenção me chamou para trabalhar com ele. Kkk vida injusta. Eu estava numa sinuca. Meu sonho e meu amor estavam na mesma mesa cada um rolando pra um lado e eu teria que escolher qual eu salvaria de cair. Depois de muito pesar eu decidi seguir meu sonho. Julguem-me. Minha namorada falava palavras duras pra mim, dizendo que estava exausta, que não daria mais. Chegou a dizer que não me amava mais. Eu insisti por 2 semanas mas decidi dar total liberdade pra ela escolher o que queria: "Você escolhe se quer ficar ou se quer ir. Saiba que eu te amo e vou adorar se ficar, mas se for eu vou ficar bem. Não se preocupe" Ela decidiu ficar. Tudo começou dar certo. Era fevereiro e eu pagava o aluguel e sobrava um bom dinheiro pra gente sair final de semana. Aí um chinês resolveu comer um morcego e todos os estúdios/comércios tiveram que fechar. Desandando novamente. Hoje estou tentando retomar minha clientela que se dissipou demais nesse momento, mas ainda não tenho conseguido produzir nem ao menos o necessário para pagar meu aluguel...
A vida vai continuar me dando essas rasteiras. Mas eu vou levantar sempre, de novo e de novo. Se não tá bom eu vou fazer ficar. Agora eu estou total focado em ficar cada vez melhor no meu trampo pra poder ganhar uns troféus e pra dar a vida que essa minha atual merece. Não sei se falei. Minha atual e minha ex se tornaram muito amigas. Somos isentos de ciúme (acho que é o mínimo necessário pra namorar um tatuador) kkkkk
Desculpa pelo histórião Luvinha. Mas eu tenho uma história dessa tanto pros relacionamentos quanto pra vida profissional quanto pra familiar. Kkkkk
Luba. Caso leia. Sugira pro YouTube colocar um botão pra curtir quando em tela cheia. É muito chato ter que minimizar o vídeo pra dar like. Kk
Plot twist. Acabei de terminar com a minha atual ex.
Amo vocês galera. Agora é eu por mim <3
submitted by OmikePepino to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 22:44 AlineAMM Preciso de ajuda, eu aceito?

PrIMeiRa VeZ aQUi
Luba, se vc ler isso aqui, vou te ajudar, é uma voz feminina
Olá Luba, editores e turma que está a ver. O “oi” é curto porque a história é longa.
Preciso da ajuda de vocês Turma e Luba, eu aceito?
Já vou dizendo que sou uma pessoa muito tímida, por isso as minhas reações.
Tem um garoto que é meu melhor amigo desde o fundamental. Eu tinha começado a gostar dele desde o 5º ano (estou no 1º) porque jurava que ele gostava de mim também, sério, parecia muito. Na minha escola tem um pomar, e nós invadíamos o lugar quando ficávamos a tarde. Lá no pomar, tinha uma parte onde o solo era mais profundo, virando meio que um buraco. Deitávamos lá, um do lado do outro, e ficávamos conversando. Algumas outras situações e conversas faziam parecer. Tipo, um dia, no aniversário na casa de um amigo meu a sala toda foi e jogaram Verdade ou Desafio e, como eu sabia o que iam perguntar, não participei. Mas ele, meu Crush foi. Perguntaram para ele se ele gostava de mim. Nessa hora eu sabia que deveria sair dali, e não escutar a resposta. Mas a curiosidade foi maior. E ele respondeu SIM. Mas o que eu fiz? Eu saí apressada. Todos da roda viram, e ele veio atrás de mim. Explicou que gostava de mim como amigo, e era isso que queria dizer. Eu não acreditei, mas só respondi OK.
Acho que tudo isso foi durante o 6º ano:
Bom, só para explicar. Na minha sala tinham uns 30 alunos, e eu tinha 3 amigos. Dois meninos e uma menina. Eu até hoje tenho os mesmos amigos, ninguém mais. Tenho dificuldade em fazer novas amizades, e eles também, então o grupo eram só nós 4.
Mas pulando isso. Alguns anos depois aos poucos fomos conversando cada vez menos. Ele não vinha mais falar comigo, e eu não ia atrás. Chegou ao ponto onde não falávamos nem mais “Oi”. Mas eu percebi que ele estava tentando conversar com os outros alunos.
Nessa época eu ainda ia em uma psicóloga, e contei para ela essa situação (só não que gostava dele, porque tenho só 15 anos, n tenho idade para namorar ainda). Ela mandou eu escrever uma carta, como se eu contasse para ele pessoalmente tudo o que queria saber. Escrevi e mostrei para ela. Ela me falou que era para eu contar para ele, pedir o porque dele fazer isso, mas pessoalmente ou por telefone. Não consegui fazer nenhum dos dois. E o que eu fiz? Antes de sair para o recreio coloquei a carta, acho que dentro do caderno dele. Quando voltamos (ele não ficou com a gente no recreio e sim com o resto da sala) esperei um tempo até que ele viu a carta. Leu e começou a escrever uma resposta em um novo papel. Quando ele terminou, veio até a minha carteira e praticamente tacou o papel na mesa, com raiva. Falei nada, e abri. Resumindo: ele escreveu que a gente só falava sobre coisa ruim, e que isso estava afetando ele. Que a gente (quando falo a gente sou eu meus outros dois amigos que citei acima). Que eu não valorizava a nossa amizade. E por fim, que a gente tinha que ir para frente. Eu não entendi na hora, então mandei mensagem quando cheguei em casa. Ele repetiu isso que estava escrito. Isso se repetiu por meses. A gente não se falava na aula, e brigávamos por mensagem em casa. Um dia eu cansei, eu já me culpava pelo fim da nossa amizade, e o bloqueei no WhattsApp. Ficou assim por mais meses. Um dia a tarde acabamos nos esbarrando na praça da escola. Ele falou comigo de boa, como se nada tivesse acontecido, eu fiz o mesmo. Brincamos de Tente Não Rir. Quando terminou e ele tinha que ir em bora, ele pediu para eu o desbloquear. Eu fiz. No dia seguinte, ele nem me disse “Oi” e não nos falamos mais por mais algum bom tempo. Não lembro se isso foi depois ou antes disso acontecer, mas teve um dia que eu tive que contar para meus dois amigos lá o por que de ele não falar mais com a gente. Mostrei a nossa conversa e eles. A tarde desse dia, ele me mandou mensagem, pedindo se eu contei para o “Farls” a nossa conversa e eu falei que sim. O FARLS, ANTES DE TERMINAR O RECREIO FOI ATÉ ELE PARA TIRAR SATISFAÇÃO, e eu pedi para não contar que eu falei das mensagens. O fato de eu contar foi o fundo do poço para ele. Não nos falamos acho que durante 2 anos. E eu continuava gostando dele, mesmo que um pouco menos. Acho no final de 2018 (n lembro direito) ele foi aos poucos tentando voltar a falar comigo, bem aos poucos mesmo. Quando já estávamos praticamente 100% de boa, ficamos eu, ele e mais outra amiga (a outra menina do nosso grupinho) a tarde na escola, pra fazer uma lista de matemática. Nesse dia, os dois resolveram se juntar para me pedir de quem que eu gostava. Eu respondia “alguém”. No fim eu respondi para a menina no ouvido e acabou aí. Agora pulando para durante a quarentena: Eu e esse meu amigo temos Xbox, e jogamos GTA V juntos. Estamos muito unidos, muito amigos e tal. A gente até chegou a citar essa briga, e ele falou que nem ele entendeu por que fez isso. Antes da briga, a gente tinha conta compartilhada no console, e no meio da briga ele tinha pedido para pararmos de compartilhar. Agora durante a quarentena e tinha pedido para compartilharmos de novo, mas eu não aceitei. Bom, O PRINCIPAL AGORA!: Esse ano mesmo, durante a quarentena, ele tinha pedido novamente “de quem eu gosto”. E eu pensei “mds, eu gosto dele desde o 5º ano, vamos falar logo! E falei. O que ele respondeu? “Ah, eu achava que vc gostava do “Y”. E ficou aí. Alguns dias depois, umas 2 da manhã, nós terminamos de jogar e só estávamos conversando. E ele perguntou “você ainda gosta de mim?” (Mais ou menos isso) e eu respondo depois de uma breve pausa “sim”. Ele pergunta se eu quero beijar ele! Eu não entendi na hora e perguntei “por que?”. Ele responde que é porque é isso que eu quero, que está fazendo isso por mim. Nessa hora desabei. Porque eu não queria beijar alguém que eu gosto, mas que não sente o mesmo por mim. Ficamos até umas 03:30 conversando até eu dar a resposta: “sim”. Eu tinha falado sim, mas ainda na dúvida sabe. Eu fiquei com o peso na consciência por um tempão. Até que, um dia mandei mensagem falando que quero conversar sobre a “proposta”. E voltei atrás, falando que não quero. Mas eu nunca tinha beijado antes, até hoje não, e tenho muita curiosidade. E então depois de mais algumas semanas, voltei mais uma vez atrás, e pedi se ele ainda aceita. “Sorte sua que ainda aceito” ele disse. Mas agora estou na mesma questão acima: ele não gosta de mim, e está fazendo isso por mim, e não por que ele quer. Estou pensando em mudar de novo, acham que eu deveria fazer isso? Eu sou um tipo de pessoa que quer um primeiro beijo mais especial sabe. Mas eu tenho curiosidade de como é. Meus pais não querem que eu faça isso, beije, também tem essa questão, e não quero decepcionar eles. Vai que descobrem! E, só pra constar, eu estou gostando menos dele, já sabendo que ele não gosta de mim, e não fiquei triste com a vida, só pensei “vida que segue”. Bom, se o Luba ler isso, o que tenho 80% de certeza que não vai acontecer, eu queria a opinião dele sobre isso... O que acharam sobre a briga? De que lado estão?
submitted by AlineAMM to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 05:39 SakuraNoiada O dia que eu fui zoada por causa de um glub glub

(Pfv leia com uma voz legal) Ent espero que tu leia isso porque é muita exposição pra nada kkkk no final do ano de 2018 eu Gostava de um menino, que vou chamar de Pablo, ele era muito lindinho só que ele nunca expressou nenhum interesse por mim, e ele com certeza sabia que eu queria ficar com ele e minhas amigas falavam q ele era gay mas elas só estavam tentando n me deixar triste porque ele não me queria. Um tempo depois comecei a fazer um curso toda quarta feira que ele fazia também, então acabamos virando amigos porque nós nos víamos toda quarta de manhã e todos os dias na escola, nesse curso ele tinha um amigo que também era da nossa escola, vou chamar ele de Sapo, o sapo era sempre muito atencioso e parecia que queria me pegar, mas eu ainda não tinha desistido do Pablo. um belo dia o Pablo parou de fazer o curso e eu me aproximei mto do sapo, ent em outro belo dia o Pablo resolveu se assumir e e disse pro Sapo que era gay, ent o sapo veio correndo me contar, eu fiquei triste porém nem tanto. Depois de uns 3 meses comecei a ficar com o sapo e depois de uns 2 meses eu tava simplesmente apaixonada nesse menino kkkk sério eu tava loca nele. A gente tinha uma relação bem boa como ficantes e eu queria mt namorar com ele, porém ele não queria me levar pra conhecer os pais dele. Eu já tava namorando/ficando com ele tinha uns 5 meses e a gnt fazia vários roles mas ele nunca quis conhecer minha mãe e muito menos me levar pra conhecer a família dele. Então ficava bem difícil da gente dar o próximo passo-me relação, se é que você me entende kkkkk então sempre que nós saiamos a gnt aproveitava o máximo que dava pra se pegar, daí fomos ao cinema e a gente tava se pegando lá,ent o clima foi esquentando e eu fiz um glub glub pra ele, NO CINEMA. Passou muito tempo e ele terminou cmg porque n gostava mais de mim, sofri demais chorava todo dia e quando estava começando a aceitar que ele nunca gostou de mim, ele contou pros amigos que eu fiz um glub nele no cinema, e com “amigos dele” quero dizer meus amigos tbm, ent eles ficaram me zuando e eu voltei a ficar super triste, e quase encharcava meu travesseiro de tanto chorar a noite kkkkk mas agora eu arranjei um namorado muito top, e ele tá sozinho sofrendo, Ps:bem feito Ps:foi babaca Ps: graça mais vídeo com o Maicon e com tio orochi, beijo
submitted by SakuraNoiada to TurmaFeira [link] [comments]


namorado portugues  morar em Portugal 2018 Já Sei Namorar - Tribalistas Ao Vivo - YouTube Vamos Namorar - YouTube tribalistas ja sei namorar - YouTube Ja sei namorar tribalistas - YouTube AS MAIORES CHATICES EM NAMORAR ALGUÉM - YouTube Velha Infância + Carnavália + Aliança + Já Sei Namorar ... Como namorar [high school simulator] Thiago Brava Ft. Jorge - Dona Maria - YouTube

Este teste revelará se você vai ficar solteiro(a) ou ...

  1. namorado portugues morar em Portugal 2018
  2. Já Sei Namorar - Tribalistas Ao Vivo - YouTube
  3. Vamos Namorar - YouTube
  4. tribalistas ja sei namorar - YouTube
  5. Ja sei namorar tribalistas - YouTube
  6. AS MAIORES CHATICES EM NAMORAR ALGUÉM - YouTube
  7. Velha Infância + Carnavália + Aliança + Já Sei Namorar ...
  8. Como namorar [high school simulator]
  9. Thiago Brava Ft. Jorge - Dona Maria - YouTube

Os Tribalistas fizeram bonito e emendaram hit atrás de hit, no Prêmio Multishow 2018. Arnaldo Antunes, Marisa Monte e Carlinhos Brown tocaram 'Velha Infância... Provided to YouTube by The Orchard Enterprises Vamos Namorar · Rui Bandeira Sonho Estar Contigo ℗ 2018 Espacial Released on: 2018-06-15 Auto-generated by You... Inscreva-se no Thiago Brava e assista os clipes antes de todo mundo. https://goo.gl/hU6QOR Intérprete: Thiago Brava ft. Jorge Música: Dona Maria Composição: ... Aqui otro video lindo tema tocado por mi https://www.youtube.com/watch?v=Kq4VpL6k2ls Já Sei Namorar (Arnaldo Antunes / Carlinhos Brown / Marisa Monte) Já sei namorar Já sei beijar de língua Agora só me resta sonhar Já sei onde ir Já sei onde ... Videoclip Personagens de yandere simulator em high School simulator 2018 - Duration: 4:31. Just Monika 295,516 views. 4:31 {Tutorial}Como namorar no school girls Simulator♡ - Duration: 7:40. JungYoon ... No vídeo de hoje, eu e Nathalia do canal Turismologa pelo Mundo, falamos sobre como é morar no Alentejo, em Évora. Falamos também de como é namorar um portug... No vídeo de hoje, aqui na d4rkolandia, falo sobre os maiores problemas em namorar alguém, basicamente, os problemas engraçados mais comuns que acontecem em a...