Silhueta Apontando a menina

A fotografia 'Silhueta de menina em forma de coração do sol em mãos na praia' pode ser usada para fins pessoais e comerciais de acordo com as condições da licença adquirida sem royalties. A imagem está disponível para download em alta resolução por até 7952x5304. Ilustração em vetor de uma senhora com o dedo a apontar para cima. Preto e branco a silhueta de uma mulher apontando para cima com a mão. Baixe estas Foto grátis sobre Silhueta de uma menina andando na água em uma praia com os sapatos na mão, como o sol se põe, e descubra mais de 6 Milhão de fotos de arquivo profissionais no Freepik Silhueta de uma menina feliz andando com o sol em segundo plano ... Feliz mãe e filha a passar tempo juntos ao ar livre, apontando os dedos para algo Filha e jovem casal a pé no prado verde Mulher de vestido branco, passeando e tocando o topo da grama alta ... Baixe estes Vetor premium sobre Silhueta de uma menina pulando, e descubra mais de 8 Milhões de recursos gráficos profissionais no Freepik Silhueta de uma menina feliz andando com o sol em segundo plano ... Feliz mãe e filha a passar tempo juntos ao ar livre, apontando os dedos para algo Bebezinho sentado na grama Bebezinho sentado na grama Sombras de pessoas na água do mar Rapaz asiático feliz correndo na rua ... Silhueta Viajante Dedo. 211 257 34. Fita Vermelho Decoração. 328 466 44. Escola De Volta À Escola. 211 335 38. Cozinha O Dispositivo. 37 72 3. Direção Dedo Mão. 40 48 5. Dedo Indicador Apontando. ... Mulher Menina Apontando. 11 16 3. Seta Virar Direito. 31 38 3. Bruxa Assistente Chapéu. 26 43 0. Setas Apontado. 8 20 0. Seta Esquerda Blue ... Download Gratis Apontando o dedo no estilo gravura do vintage vetor. Encontrar mais de um milhão de vetores gratuitos, gráficos de illustrator, imagens vetoriais, modelos de design e ilustrações criadas por designers do mundo inteiro! Baixe Menina orando fotos no melhor site de banco de imagens, com milhões de fotos, imagens e figuras sem royalties e de alta qualidade premiu com preços acessíveis.

Najiyu Ep 5 - Escrituras de uma antiga pirâmide de espelhos...

2020.09.10 15:58 henrylore Najiyu Ep 5 - Escrituras de uma antiga pirâmide de espelhos...

NAJIYU EP 5 Escrituras de uma antiga pirâmide de espelhos...
Ne: *para o cavalo perto de uma das árvores
{cenário: é um bosque bem bonito com árvores de acácia, apesar de ser um deserto é tão hidratado que nem parece ser um}
H: isso aqui é mesmo um deserto?
Ne: sim, expedições trouxeram um pessoal que controlava água pra cá pra eles hidratarem o lugar
isso aqui é quase que um oasis gigante
L: Hmmmm... me parece legal
H: é maneiro
L e H: *avistam de longe uma enorme estrutura de arenito, em formato triangular, uma pirâmide no horizonte
L: aquilo lá é...
H: uma puta duma pirâmide.
L: meu deus...
L e H: *abaixam um pouco o olhar e observam a vila
{vila: é bem simples n tem mt oq falar, tem várias pessoas vestindo verde, tem vários barris empilhados do lado das casas que são bem simples e bem arejadas, cheias de janelas}
Ne: aqui é a vila de samag
talvez vocês não conheçam, é por que ela é bem pouco conhecida mesmo
L: nao conheço mesmo não
Ne: eles gostam assim, eles dizem que são menos nocivos a tudo e por isso talvez seriam o foco do reino ou sei lá
coisa de gente humilde, eu nunca entendi
H: meh faz sentido
Vi¹: EI! (uma voz um pouco anasalada)
BOM DIA! Vocês são os caras que investigam né?
Ne: *com a mão em cima da cara tapando o sol q tá bem forte
a gente é mesmo
Vi¹: ah que bom que vocês vieram investigar.... eu não entendi nada, o farao nunca mais saiu e ficou aquele grandalhão lá bloqueando a passagem
H: grandalhao?
Ne: o golem de areia?
Vi¹: exatamente, ele não deixa mais ninguém entrar sei lá oq houve, tá tudo zoado naquela pirâmide
eu que não vou ver.
Ne: hmph, folgado
venham meninos
**eles passam por toda essa vila, que é bem amigável e feliz, por mais que estejam no meio do nada
**eles passam após serem abordados por 3 mil vendedores de biscoito e água com gás
Ne: finalmente chegamos
*para na frente de uma enorme parede em uma abertura que era pra ser a porta da pirâmide
*tira mochila e coloca no chão
eu acho que ainda tenho o código
hmm.... vamos ver....
*puxa um caderno preto e quando ela abre da pra ver uns desenhos de flocos, de lanças e outras armas, e também da menina da foto e o que parecem ser os companheiros dela
*no meio disso tudo ela acha escrito #34718 escrito
aqui
*levanta
*estica o braço e faz a lança dnv
*começa a cortar quadradinhos no chão
H: isso me lembra muito chocolate e me deixou com fome
Ne: *corta 10 quadradinhos e depois vai pisando neles em ordem
3, 4, 7, 1 e 8
**abre um buraquinho no canto
L: ah legal vamos ter que nos esgueirar pra entrar aí
Ne: faz um tempo q eu não faço isso
*fecha os olhos
L e H: *percebem a Nevaska diminuindo de tamanho e ficando pequetitica
H: meu deus ela vai virar um anão
Ne: *vira uma literal raposa
*entra no buraco
L: o que cáceres foi isso
H: nao me pergunta
**parede cai
H: woooow
Ne: *volta a ser oq era antes
caminho aberto, não?
L: caraaaaca aí você manda das paradas hein?
Ne: isso não é nada
L: aí mané, você tem essa habilidade?
H: Não.
**entram em um lugar bem escuro, mas é um corredor com poucas luzes no fundo
Ne: aqui a gente provavelmente vai encontrar
**ouvem passos muito fortes que tremem o chão
Ne: ele.
H: ele?
L: ah ferrou, ele não
H: quem é ele???
L: EU SEI LA DEVE SER O ELVIS PRESLEY
**surge um golem de 4 metros de altura feito de areia você consegue perceber ele "pingando" areia pra todo lugar que ele anda
Ne: ...
oi?
Golem: OOOOOOOOOO
H: maluco virou um berrante
L: EITA.
Go: *da um socão neles
Ne: *levanta parede de gelo e defende
Go: *quebra a parede de gelo
OOOO
Ne: *aproveita a surpresa pra cortar ele no meio com a lança
TOMA ESSA BANHEIRO DE GATO
Go: UUUUUUUU *desintegra em areia
H: era isso?
Ne: não abaixem a guarda, quando a pirâmide ver que a gnt tá passando deles muito fácil, ela vai summonar uma porrada
L: HÃ?
**spawna um golem atrás do Lusk
Go: *junta as duas mãos e bate no Lusk de cima
Ne: LUUUUUUSK
H: meu deus ele foi enterrado
L: *aparece segurando a mão do bicho
mão... pesada... do... cacete....
Ne: ah é, ele é maromba
H: *puxa a espada e corta a mão do Golem q o lusk tava segurando
WOAH isso foi legal.
Go: *mao desintegra e cai em cima do lusk em formato de areia
L: QUAL FOI MANÉ AGORA EU VOU CHEIRAR A CACTOS
Go: *tenta dar um soco com a outra mão no Henry
Ne: *enfia a lança entre os dedos do Golem
..oi
*começa a girar e corta ela de dentro pra fora
Go: UUUUUUUUUU
H: mas que barulho irritante esse bicho faz
Ne: agora ele não tem mais mãos.
sem diversão pra ele.
L: ...
H: ....
**spawna um golem atras do Henry e levanta e segura ele
H: OH NOUS
Ne: CAFAJESTE
*corre na direção do Golem²
L: EI ME AJUDA AQUI
Go: *se joga no Lusk e prende ele
L: AAAAAAAAAAAAAAAAA
Ne: *corta mão que tava segurando o Henry do golem²
H: *cai no chão
Go²: OOOOOOO *vai socar o Henry
H: *puxa a espada e CORTA PERFEITAMENTE
*corta a cabeça e o braço com um corte só
Go²: UUOOOOOOO *desintegra
Ne: boa 👍
L: AAAAAAAA
Ne: *olha pro golem e ve o lusk sendo sufocado pelo bicho
AI MEU DEUS
*faz um mini tornado na mão
*joga no bicho
TORNADO NEVASCA
*tornado entra no bicho e explode ele
L: AAA
Ne: que foi tá tudo bem? você se machucou muito?
L: ENTROU AREIA NO MEU OLHO SEUS CAPACETES AAAAA
Ne: a caraca
H: eu achando que era algo sério
Ne: *faz uma pedrinha de gelo na mão, aperta ela e derrete ela com o calor humano
*passa no olho do lusk
tá melhor agora?
L: valeu
**sentem um vento muito forte
*ouvem de longe: UUUUUUUUUUUUUU
H: agora tá vindo o trem da alegria
**aparece um GOLEM GIGANTESCO ENORME
HGo: OOOOOOOOOOOOOOOOOO
Ne: agora eu vou precisar de vocês mais do que nunca
L: pode apostar
H: eu to aqui
Ne: *tem uns flashback meio estranho
todo mundo morreu naquela época mas eu espero fazer diferente agora...
HGo: *dá um ultra socão com a mão dele que é do tamanho de uma árvore
Ne: *aperta o olhar e enfia com TUDO a lança no meio dos dedos do golem
DAQUI VOCE NAO PASSA VIDRO FRIO
L: EEEEEEITA CAÇAMBA
H: AHAUSHSHSNSJENE
hGo: *desintegra um pouco da mão mas nada muito grande
OOOOOOOOO
H: *puxa a espada e pula em cima da mão do golem
CHEGA AI MANEZAO
*enfia a espada e corta um pouco do braço
hGo(é pq hiper golem): *joga o Henry pra fora
H: *cai mas é segurado pela Nevaska pra não se estabacar no chão
hGo: *da outro socão no Lusk
L: *segura sendo arrastado
GRRRR AÍ SEU AEROFÓLIO
SEGURA ESSA
*soca várias vezes o punho do Golem
hGo: *começa a soltar areia pelo braço inteiro
H: *sai correndo e corta 4 dedos do golem
hGo: UUUUUUUUUU
*vem com a outra mão dar um socão neles
Ne: *vai pra frente e faz uma algema de gelo prendendo o golem
hGo: *tenta chegar com os dedos pra perto da nevaska
H: *corta 3 dedos e deixa só o mindinho e o polegar
acho que esses aí pode ficar
Ne: LUSK AGORA
L: *puxa o arco horizontal
*aponta na cara do Golem
*faz uma corrente de ar em volta da flecha e atira
*flecha entra dentro do olho do golem e explode a cabeça dele
**cai areia pra todo lado
H: AEEEEE
Ne: isso foi incrível.
L: QUE MANEIRO EU NUNCA PENSEI EM SOCAR UM CARA GIGSNTE!
Ne: aí... vocês dois....
eu acho que depois dessa cooperação de agora
a gente já é considerado um grupo ne?
H: sim
L: Exatamente.
Ne: então observem, tem uma coisa que nós, da resistência fazemos
ou fazíamos, no meu caso
*coloca a mão no meio
agora vocês colocam a mão de vocês em cima
H: *coloca a mão em cima
L: *coloca a mão em cima da do Henry
Ne: pela ordem.
H: pela ordem.
L: pela ordem.
**levantam as mãos
Ne: vocês aprendem rápido
??: quem são vocês?
e o que estão fazendo aqui?
Ne: *olha pro lado e vê
*uma pessoa de olhos pretos, marcas roxas no rosto, e uma expressão não muito legal
Ne: ah eai, também veio ver o que tá rolando na pirâmide?
??: *estende a mão e lança uma rajada de energia em cima deles
Ne: *se segura
o que é isso
H e L: *saem voando um pouco
OOOOOOAAAAH
H: caraca quem invocou Katrina?
Ne: QUEM É VOCÊ
??: *vai pra cima da nevaska e da um SOCÃO na cara dela que joga ela pra trás
Ne: *cai no chão
ai essa pessoa é diferente das outras
{a quantidade de poder obscuro que essa pessoa emana é tanta que é difícil ver a aparência dela}
L: *consegue levantar
eita...
*olha pro lado
HÃ?
H: *olhando pra pessoa meio assustado
AAAAAA
*coloca a mão do lado direito da testa, onde tem aquela espiral (q eu mencionei no 1 ep)
Ghhhhh
L: HENRY O QUE FOI MANE
Ne: Henry?
H: *sangrando um pouquinho pela boca
Ne: o que cacetes tá acontecendo, QUEM É VOCÊ
??: ÷ ¢¶÷
Ne: ?????? QUE
L: isso só pode ser um pesadelo
H: *sente uma dor indescritível na espiral que parece algo saindo
*sente algo puxando ele...
*abre os olhos e ele nao tá mais na pirâmide...
{henry se vê no quintal da casa do doke}
H: ...
*entra na casa e procura o livro das raposas
*olha no vidro do relógio de pêndulo do Doke
...
*vê ele mesmo com marcas vermelhas escuro descendo da espiral e o olho direito da cor vermelha
...
Do: *entra em casa
°[•π?
H: o que cáceres tu tá falando
Do: *olha pro Henry
H: *ve o doke com um cordão estranho
*arranca o cordão dele
....
*sente ser teleportado
*volta pro mundo normal
OOOOO
*ve uma ventania gigante vindo na direção dele
o que tá acontecendo
L: *na frente dele
TU APAGOU TA ACHANDO QUE TA NA HORA DE DORMIR???
H: ... *se olha no reflexo da espada e vê as marcas vermelhas voltando pra dentro da espiral
tá.
NEVA
Ne: OOOOOI
H: *ve o cordão naquela pessoa
O CORDÃO
Ne: *percebe
*faz uma parede de gelo pra parar a ventania de empurrar ela mesma
??: *vai pra cima da nevaska e da um socão na parede de gelo quebrando ela inteira
Ne: *vai pra cima da pessoa com a lança
??: *defende a lança e joga a lança pro lado
Ne e ??: *caem no soco e golpes
??: *consegue ganhar e chuta Nevaska pra longe
L: merda
*levanta e sai correndo pra socar a pessoa
L e ??: *caem na porrada também mas
Ne: *entra junto contra a pessoa mas os dois perdem
H: *joga a espada atrás da pessoa e troca de lugar com a espada
*segura a pessoa por trás
VAI LOGO CACETE ARRANCA O CORDÃO
??: *tentando se soltar a todo custo
££££££££
Ne: *arranca cordão
H e ??: *caem no chão
**todo o poder obscuro dela sai do lugar e eles sentem um alívio gigantesco
...
Ne: Uuuufa
que alívio
L: *senta no chão
AAAA agora eu sinto que poderia cagar caso isso fosse uma privada.
H: *levanta e coloca a pessoa do lado
tá tudo bem?
*vê as marcas roxas e pretas indo pro cordão
Ne: olha essa merda
*coloca no chão e enfia a lança no meio do pingente do cordão
tem algo aí
??: *acorda
a oi bom dia meu deus o que rolou?
H: você foi consumido por alguma coisa
??: old
*levanta
{agora sim da pra ver quem é. uma pessoa de orelhas altas e amarelas, um cabelo metade preto metade laranja, um nariz bem fofinho e roupas comuns)
Ne: um feneco?
??: sim, essa sou eu
*pega um óculos redondo do bolso e bota
agora sim eu enxergo, oi! bom dia
L: qual o seu nome, lady
P: meu nome é ponce, mas você pode me chamar também de toggi
H: aí ó
Ne: pô, legal oq um feneco faz nas pirâmides?
P: eu vim investigar o que tá rolando aqui e apaguei
H: oh nous
Ne: então você também é da ordem?
P: entrei ante ontem mas não tenho um grupo ainda...
Ne: ...
H: ...
L: ...
H: ........hmmmm
Nevaska?
Ne: .......
P: o q foi?
L: ...
*cutuca a Nevaska
fala alguma coisa cárceres
Ne: ... beh vc quer entrar pro nosso grupo da ordem?
P: vocês também são da ordem né? que estranho
H: pq estranho?
P: meh, nada
eu aceito, se eu não for encher o saco
Ne: tá
P: ai
L: mas que legal
H: alias oq rolou com a pirâmide
P: *aponta pro fundo da pirâmide
a porta que dá pro faraó e as múmias tá bloqueada por uns tentáculos roxos
H: ...
L: teremos que ir lá
P: primeiro, qual o nome de vocês
Ne: Nevaska
P: você, moço da voz bonita
L: EU? eu sei que minha voz é elegante e gostosa, mas não precisa fala-
H: meu nome é Henry
L: *olha e vê que a ponce tá apontando pro Henry
ah
P: e tu?
L: eu sou o Lusk. um cara que-
**sentem outra onda de energia obscura vindo do fundo da pirâmide
Ne: *olha lá no fundo e vê algo vindo na direção deles
**passa um cara voando e bate na parede
??: aii...
**e todo mundo reconhece na hora. é o faraó
Ne: FARAÓ?????
Fa: ai... {uma voz grossa} tem algo de errado aqui.
*cai no chão apagado
Ne: puts
L: o cara morreu.
P: ...gente
Ne: oq?
H: o que fo-
**olham lá pro fundo e veem uma silhueta, que os únicos resquícios de luz do fundo mostravam, um ser branco, enrolado, com alguma coisa, e os seus olhos aparentes, andando, cambaleando, e mostrando dominancia.
**exatamente, todos reconhecem, de uma vez só. uma das múmias da pirâmide, a mais antiga, a protagonista de todas as lendas preescritas naa paredes. ela voltou a vida, e com muito ódio, uma energia obscura emana dela, seus olhos vermelhos agora emanam força e poder.
*todos se vêem de frente a algo muito maior que pode estar acontecendo em Naji *a múmia olha pra eles, diretamente, levanta a mão direita, aponta pra eles, e diversas faíscas levantam do chão, iluminando toda a escuridão do lugar, mostrando que agora a batalha é em outro patamar
Ne: gente... se preparem
**o primeiro passo...?
só no próximo episódio :D
NO PRÓXIMO EPISODIO DE NAJIYU
Ep 6 - A grande lenda ressurge, um perigo muito maior pra todos nós!
°
submitted by henrylore to Najiyu [link] [comments]


2018.09.01 23:05 josimar_oliva Mar de diamantes

Tocava Sonic South — Diamond Sea no fone enquanto Jorson dava voltas e voltas pelo mercado todo. Já tinha passado umas dez vezes por todas as sessões. O mercado estava quase fechando, ele empurrava o carinho e desviava das poucas pessoas automaticamente. Dentro da sua cabeça ecoava as distorções das guitarras de Thurston More e Lee Ranaldo‎. O cansaço e aquela música estava o fazendo entrar num transe muito louco. Todas aquelas cores, todos aqueles sabores, o frio do ar condicionado batendo contra sua pele. O cheiro das frutas com agrotóxicos entupia seu nariz.
Entrou na sessão de biscoitos. Eram tantas opções, tantas cores que ele não sabia o que levar. Gostava tanto de trakinas chocolate, saudades da edição especial sabor banana. Uma gordinha linda com camisa de treinamento arrumava os passatempos que estavam em promoção. Ele chegou perto para pegar um pacote quando ela se virou e olhou diretamente nos seus olhos. Eram os olhos mais cansados e tristes que ele já tinha visto. Ele sorriu e os grandes olhos azuis dela sorriram de volta. Seus olhos tinham o brilho fosco de um pássaro na gaiola. Ela pegou um pacote de passatempo de morango e entregou para ele. No exato momento em que as duas mãos seguravam o pacote, a luz do mercado se apagou. Na escuridão total ouviu ela dizer — “Normal, daqui a pouco volta”.
A luz voltou de fato, mas as outras pessoas que estavam na sessão não voltaram. Só restaram os dois no mercado. As prateleiras a pouco cheias, agora estavam vazias. Ouviu passos pesados e lentos se arrastando. Ao olhar para frente, um monstro de mais do tamanho de uma pessoa se arrastava e fazia barulho de embalagem amassada. Composto dos pacotes de biscoito fundidos, aquela massa de glúten e plástico se aproximava ameaçadoramente deles.
— Corre, corre! — Disse Jorson segurando a mão da loirinha de olhos azuis.
Ouviu o baque do monstro socando a prateleira vazia. E depois o som da madeira que ele tinha jogado nos dois quebrando no vidro da sessão de frios. Entraram na sessão de limpeza onde se depararam com um monstro bolha de sabão enorme tapando a passagem. Seu rosto de dor tentava falar alguma coisa, mas só saía bolhas de sabão da sua boca que quando estouravam faziam o som irreconhecível e ensurdecedor de vários animais urrando de dor.
Voltaram pelo chão escorregadio e ao sair daquela sessão o monstro biscoito já os esperava. Deram meia volta e entraram em uma câmera frigorifica.
O rapaz fechou a pesada porta. Fazia um frio intenso.
— Meu deus, que porra que tá acontecendo?? — Perguntou Jorson soltando fumaça pela boca.
— Não sei e não acredito que essas coisas só acontecem no meu turno. Faltava tão pouco pra eu bater o cartão. — Disse a loirinha desconsolada depois de uma jornada de onze horas de trabalho.
— Qual seu nome? — Perguntou o rapaz de cabelos cacheados.
— Amanda, e o seu?
— Jorson. Então Amanda, nós precisamos sair daqui.
— Não diga.
— Eu até gostaria de passar a noite aqui com você, que nem naquele filme mas com aqueles monstros lá fora não vai ser legal.
— E qual o plano? — Perguntou a menina tremendo de frio.
— Vamos para a porta de saída.
— Não dá, tem aqueles bichos lá fora tapando a passagem.
— Verdade.
— Já sei! Tem a saída do estoque por onde chega a mercadoria. Dá pra chegar lá pelo escritório do gerente. Ele fica no fundo do mercado. — Disse Amanda.
— Perfeito, vamo então.
Ao terminar de dizer isso, ouviu um grunhido alto e poderoso. Em direção a eles vinha vindo um monstro hibrido feito das carnes que deveriam estar pendurados naquela câmera em um dia normal. O monstro tinha a cabeça de porco, o tórax feito das costelas de boi. E as patas que se assemelhavam a mãos e pés humanos eram uma massa de carne sangrenta e gordurosa. Aos pés dele, um pequeno exército de frangos resfriados vinha vindo cambaleando para cima do casal.
Jorson abriu a porta da câmera e os dois saíram correndo para o lado oposto dos outros monstros. Ao passar pela sessão de brinquedos viram as bonecas rasgarem suas embalagens falando coisas em chinês que mais pareciam pedidos de socorro misturados com choro de criança. Ao passar pela estilhaçada sessão de frios, as peças de presunto chafurdavam no queijo derretido. As peças de mortadela latiam como cachorro e rolavam no chão comendo umas às outras. Jorson sentiu uma dessas peças de mortadela morder seu pé. Amanda se adiantou e deu um bico no monstro que voou longe e caiu perto do monstro bolha de sabão. O cão mortadela derreteu como isopor no contato com os produtos químicos.
Chegaram no escritório e fecharam a porta.
— Essa porta aqui que dá pro estoque. — Disse Amanda tentando abrir a porta que estava trancada. — A chave deve estar em alguma dessas gavetas.
Jorson abriu a gaveta da escrivaninha e pegou a chave, uma lanterna e também uma pistola que deveria ser dos seguranças.
— Olha essa belezinha que eu achei.
— Você sabe usar isso? — Perguntou Amanda.
— Claro que não! Mas aprendo na hora.
Entraram no estoque, escuridão total novamente. A potente lanterna iluminava os corredores de produtos. Um labirinto de secos e molhados. Vire e mexe algum saco de arroz ou feijão se mexia e fazia um barulho grotesco. Como se alguém estivesse preso dentro do saco, pedindo ajuda sem conseguir respirar.
Andaram um belo tempo naquelas ruas até encontrarem a porta dupla por onde entra as mercadorias, mas estava trancada também.
— Agora fudeu de vez! — Disse Jorson tentando abrir a porta na força.
— Jorson? Jors..? O que é aquilo ali? — Disse Amanda apontando para cima.
— QUE PORRA É ESSA, MALUCOOO??
A lanterna apontava para o teto do estoque onde estava terminando de se formar um enorme monstro feito dos produtos ensacados. Era literalmente uma cesta básica gigante. E o que o monstro tinha de grande ele tinha de lento. Jorson ainda tentou atirar nele com a arma, mas foi em vão. O monstro levantou o gigante braço o deixou cair causando um pequeno terremoto no ambiente. Amanda puxou os dois para o lado e por pouco o casal não era esmagado pelo golpe.
Correram em direção a entrada do escritório. O monstro gigante vinha destruindo tudo atrás deles. Passaram pelo escritório e saíram novamente no mercado. Entraram na sessão de bebidas. Logo após passarem correndo pelas coca colas, todas as latinhas e garrafas de refrigerante foram se estourando saindo de dentro delas um mar de ratos que faziam um grunhido ensurdecedor.
Eles corriam em direção a porta de saída, mas ao chegar viram que porta estava trancada também. Jorson tentou dar um tiro, mas o vidro era temperado e a prova de balas. Estavam encurralados. De um lado o monstro bolha e de outro o monstro biscoito, os ratos das cocas vinham vindo como um cardume de peixes podres. A cesta básica gigante vinha quebrando o teto, as luzes e tudo que via pela frente. Os dois sentaram no chão e se abraçaram. O mar de ratos os engolira.
O celular de Jorson caiu no chão, começou a tocar novamente Diamond Sea. Os ratos se dissiparam fugindo daquele som cheio de distorções e efeitos. Jorson pegou o celular ainda tocando e apontou para o monstro bolha que logo se estourou. Logo após apontou para o monstro biscoito que deu meia volta e fugiu pelo corredor. Nisso Amanda o puxa novamente para desviar da braçada da cesta básica gigante. Correram e passaram por cima da bolha estourada no chão.
Esbaforidos, pararam em frente a porta da câmera frigorifica. Jorson perguntou:
— Você viu que o som destrói os monstros?
— Vi sim, mas acho que não vai funcionar com o gigante.
— A gente poderia usar esses amplificadores que tocam a rádio do mercado. Onde fica a mesa de som?
— Fica lá no escritório do gerente. Se o monstro não tiver destruído dá pra gente usar.
Foram correndo passando pelos escombros que o monstro cesta básica deixou ao passar. No meio da destruição do escritório, no canto da sala a mesa ainda estava lá intacta. O chão tremia e ouvia-se os passos do monstro se aproximando.
— Como você vai ligar isso aí? — Perguntou Amanda enquanto via o a silhueta da cabeça do monstro pelo buraco no teto.
— Deve ter algum cabo auxiliar por aqui. — Disse Jorson puxando vários cabos da mesa de som.
O monstro gigante levantou o braço lentamente para destilar o golpe mortal. Amanda pegou a arma da cintura de Jorson e descarregou no monstro sem surtir efeito. O braço enorme de arroz e feijão descia lentamente para o golpe fatal.
— AQUI, ACHEI!! — Disse Jorson colocando o pino P2 no celular e aumentando no talo o botão de volume da mesa.
Todas as caixas de som do mercado tocaram ao mesmo o som azul daquelas guitarras distorcidas e barulhentas que chacoalhavam ao mesmo tempo sob uma linha de baixo frenética e pesada. O monstro gritou de dor, colocou a mão nos ouvidos tentando se proteger da onda de som e explodiu como se fosse um diamante em zilhões de pedaços pelo ar. Chovia grãos de arroz, feijão, milho e tudo que tinha naquela sacaria.
A luz se apagou novamente, a escuridão se misturava com o noise do final da música.
Ao voltar a luz, os dois estavam abraçados no chão do escritório que estava normal e arrumado como era antes. Ouviram a porta abrir.
— Amanda, o que você tá fazendo aqui? Te procurei o mercado inteiro. Já fechamos até a porta da frente — Disse o gerente olhando com cara de blasé. — Quem é esse aí? Seu namorado? Vocês podem conversam lá fora que agora eu só quero ir pra casa. E não esquece de bater o cartão.
Ao passar pela sessão de biscoitos viram o pacote de passatempo no chão, tudo estava como antes.
— Meu deus, o que que foi isso? Será que foi tudo um sonho?
— Não sei, mas acho que eu vou pedir demissão. Não ganho o suficiente pra isso, fora que esse tempo todo nem vai para o banco de horas. — Disse a menina com cara de cansaço extremo.
— E eu nunca mais como biscoito nenhum.
Os dois saíram pela portinha do mercado. Os últimos clientes colocavam suas compras nos porta mala dos carros. Um funcionário recolhia os carrinhos que o povo deixava pelo estacionamento. O céu muito limpo e estrelado brilhava como um mar de diamante.
submitted by josimar_oliva to rapidinhapoetica [link] [comments]


Bolo Silhueta Feminina COMO DESENHAR GAROTA COM ASAS MENINAS DE 14 ANOS E O GATO QUE SE MULTIPLICOU Maju Coutinho encontra menina que se identificou com seu cabelo DIY: Silhueta de Fada com asa de Borboletas na parede COMO FAZER APONTADOR SORVETE COM CALDA DE CHOCOLATE! Joe Silhueta - Cateretê BOLO A GAROTA DE COSTAS EM PÉ  CAKE TENDÊNCIA - YouTube

Menina orando Fotografias de Banco de Imagens, Imagens ...

  1. Bolo Silhueta Feminina
  2. COMO DESENHAR GAROTA COM ASAS
  3. MENINAS DE 14 ANOS E O GATO QUE SE MULTIPLICOU
  4. Maju Coutinho encontra menina que se identificou com seu cabelo
  5. DIY: Silhueta de Fada com asa de Borboletas na parede
  6. COMO FAZER APONTADOR SORVETE COM CALDA DE CHOCOLATE!
  7. Joe Silhueta - Cateretê
  8. BOLO A GAROTA DE COSTAS EM PÉ CAKE TENDÊNCIA - YouTube

CATERETÊ Tá cabando o dia, tá chegando a noite, estalando o açoite cá no meu ser. Vou chorar o mundo sem fingir não ver, dando minhas voltas no cateretê. Tá cabando o dia, tá chegando a ... O vídeo, postado por Maju em seu Instagram na semana passada, mostra a jovem apontando para a tela, onde Maju apresenta o Jornal Hoje. 'Olha o meu cabelo aqui! Aqui é meu cabelo, olha! Redes sociais: Grupo no Facebook: Confeitando com Daniela Bolos Facebook: Daniela Magro Instagram: Daniela Bolos Quer me enviar algo ou parcerias? Caixa post... UMA MENINA FAKE DEU EM CIMA DE MIM! COMO EU DESCOBRI? - Duration: 10:41. Não Adivinho 288,685 views. 10:41. OS JOVENS DINÂMICOS DO SÉCULO XXI - Duration: 13:48. Como desenhar menina Tumblr passo a passo - Duration: 11:36. Marcelo Silva 122,148 views. 11:36. BUTTERFLY GIRL DRAWING #ARTEECIABRASIL - Duration: 7:37. Arte e Cia Brasil 36,959 views. Kue ultah siram coklat simple dan cara menghiasnya chocolate cake decorating - Duration: 7:41. Jollis Malis Recommended for you Ola nesse vídeo ensino a fazer Silhueta de Fada com asas e vestido de Borboletas na parede do quarto , uma ideia muito legal pra da vida ao ambiente espero que gostem bjos. Como fazer sorvete de morango com Juliê Rodrigues Mundo da Menina - Duration: 2:29. Mundo da Menina 2,170,714 views. 2:29. DIY: Apontador de tic tac #DicaRápida - Duration: 0:59.